Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Melhor Amiga da Barbie

Saquinhos de Laranjas - e outros momentos de bullying juvenil.

08.02.17 | Ana Gomes

A minha Mafalda partilhou uma foto no seu instagram de uns limões num saco de rede vermelha : semelhante aqueles sacos em que habitualmente vemos as laranjas nos supermercados. Esta foto :

 

16558997_10207882005704254_765099630_n.jpg

 

Lembrei-me IMEDIATAMENTE de um episódio - longínquo no tempo - e que foi a gota de água que fez o copo transbordar há uns anos. 

 

Eu sou de Lisboa, a dada altura fui viver para o Bombarral mas continuava a vir à capital todas as semanas. Por isso fazia as compras aqui, quando não havia auto-estrada nem muitas lojas de fast-fashion a facilitar o acesso às coisas. 

 

O problema era ainda um bocadinho maior - quando falamos de influências de estilo - porque era das poucas pessoas que tinha uma antena parabólica e ficava horas a dançar e a ver videoclipes de música com o meu irmão. Ou seja : era profundamente inspirada pela cultura visual dos 70's, 90's e principio dos anos 00's. 

 

Isto pode não parecer nada de especial mas acreditem : o salto que a internet e a auto-estradas fisicas permitiram nestes últimos anos fez com que o estilo, as inspirações e as lojas se tornassem mais homogéneas. Há uns anos a diferença entre "capital" e "arredores" era bastante marcada. 

 

Tudo isto para dizer que fui gozada dias inteiros por usar meias às riscas, túnicas hippies, tererés e rastas ( aqui até pelos meus pais ). E finalmente - a tal gota de água - o dia em que decidi ir para a escolha com umas calças dobradas, sapatilhas e no intervalo visível da perna umas meias de rede vermelhas. ESCÂNDALO. 

 

A pergunta que ouvi desde o primeiro ao último toque : então? Acabaram-se as meias e vieste calçada com um saco de laranjas?

 

 

Foi nesse dia que decidi que talvez ir estudar para as Caldas - e apanhar um comboio todos os dias às 7h da manhã - seria a solução mais simples para não ver a minha personalidade castrada. 

3 comentários

Comentar post