Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Melhor Amiga da Barbie

O renovado Olivier e nódoas deliciosas.

12.05.17 | Ana Gomes

 

4351a1957afa7173f23151c8fce057ed.jpg

 

 

Escrevo-vos este post com a t-shirt manchada de molho de tomate e pesto. E sim... são dez da noite e estou a comer massa. 

 

A culpa é do Olivier - literalmente - e passo a explicar porquê... 

 

Estamos em contagem decrescente para a grande mudança nas nossas vidas e andamos a tentar fazer de todos os momentos... momentos ainda mais especiais :) 

Por isso ontem decidi fazer uma surpresa ao Tiago e fomos conhecer as mudanças no "ex" Olivier Avenida - agora "apenas" Olivier. O espaço foi totalmente renovado - bem como a carta - e mantendo o requinte está super cosmopolita o que é meio caminho andado para ser um espaço de referência e que podemos recomendar. 

 

Saímos de lá felizes e com a barriguinha cheia. 

 

Claro que estamos à vontade para pedir o que quisermos da carta mas foi-nos explicado que estava pensada para que se pudessem dividir várias entradas e eventualmente um prato principal. A ideia de "para partilhar" deixa-me sempre contente, sou muito indecisa e a possibilidade de experimentar vários pratos agrada-me. 

 

Comi um óptimo carpaccio de peixe branco ( o Tiago foi para o de vitela ), folhado de queijo de cabra e nozes caramelizadas, batatas bravas, e o meu "all time favorite" : Cornetto de Guacamole, salmão, cavala e tobiko. Para prato principal ele foi para a Picanha Wagyu e eu para um Bacalhau com crosta de amendoim, piri-piri, banana e mandioca que escolhi por ser super diferente e a combinação de sabores - apesar de improvável - é incrivel! 

 

E sim... ainda fomos às sobremesas que não valia a pena deixar para "sabe-se lá quando". Um cheesecake de goiabada e uma "bomba" branca ( uma bola de gelado de chocolate branco, merengue e morangos ). 

 

Não houve nada de que não tivéssemos gostado. O restaurante é super bonito e foi mesmo o momento de que estávamos a precisar " a dois". No Verão irá funcionar com uma esplanada resguardada onde irei - com toda a certeza - beber um cocktail sem álcool enquanto passeio a Miss Vi - antes do jantar bebi um cocktail de Ananás, Côco e Mangericão maravilhoso. 

 

Mas... no meio disto tudo... porque é que estou a comer massa e a culpa é do Olivier? 

Porque quando me deram os parabéns pela gravidez e comentei que a menina ia nascer muito em breve, o Chef voltou com um recipiente com molho de tomate e outro com pesto. É a "massa da minha tia" e quero que leves para comer quando te apetecer. Achei este gesto uma delicia. E a massa da tia dele também ahah. 

 

A carta tem inclusive uma secção de pratos que são servidos a qualquer hora e onde se encontra esta "Massa da minha tia Carolina", ao lado de um linguini de parmesão e trufa preta, de um risotto de cogumelos campestres e espargos verdes e de duas saladas : Caesar e Olivier. 

 

Dificilmente me iria esquecer do jantar pelo que aquele momento representou no calendário das nossas vidas. E apesar de estar tudo maravilhoso... penso que é o sabor desta massa com molho de tomate e pesto comida às 10 da noite em cima do computador que nunca vou esquecer. 

 

*infelizmente não estou a conseguir por imagens no post... mas não queria deixar de partilhar esta experiência convosco :) 

 

 

 

Olivier,

Rua Júlio César Machado, 7/9, Lisboa
1250-096 Lisboa

Avenida da Liberdade