Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Melhor Amiga da Barbie

O regresso à escola da VI - e os essenciais da malinha dela.

04.10.18 | Ana Gomes

14A8CD36-D01D-4739-8F51-7FBAE8386281.jpeg

 

45130404-8CFB-4B2A-A58F-25DBECC624F2.jpeg

 

 

O regresso da Vitória à escola foi completamente diferente daquilo que eu podia prever. 

Depois de um mês inteiro em que estivemos juntas sempre, e em que ela mostrava estar muito dependente de mim ( sempre a deixei em qualquer lado sem problema, e durante essa fase ela não ficava bem em lado nenhum ). Eu andava mesmo com um nervoso miudinho porque não me dava jeito que ela não ficasse bem. 

Convenhamos : eu precisava que ela voltasse para a escola para eu tentar voltar a trabalhar... mas não sou de ferro e não me iria sentir bem se a deixasse a chorar. 

 

A Vitória resolveu-me o problema. No primeiro dia em que ficou na escola nem olhou para trás. Ela queria era os amigos, as educadoras ( de quem deveria ter mesmo muitas saudades ) e aquela azáfama de brinquedos misturada com a rotina ( e as crianças, caso não saibam, adoram rotinas já que lhes transmitem segurança ). 

 

Na escolinha dela não há fardas nem bibes ( apesar de eu adorar ver os miudos de bibe ). Preparei a mochila da escola com ela, eu a arrumar e ela a desarrumar... obviamente! Mas foi uma forma de nos prepararmos ( de me preparar... óbvio ) para a separação. Uma muda de roupa, uma xuxa, as fraldas - usamos as Mummi - são livres de químicos e por isso amigas do ambiente e dos bebés, as indispensáveis Waterwipes e ainda lhe escondo umas bolachas na mochila. A escola não permite que levemos comida de casa, mas por vezes quando saio com ela vou directa para qualquer lado e tenho ali um reforço ;) As nossas preferidas ( sim... porque eu também as como ) são as da Ella's Kitchen de Banana e Baunilha, sem açucar... como poderão adivinhar. 

 

E lá foi ela... toda crescida e independente. Sem lágrimas! Bom... sem lágrimas quando a deixamos... não se pode dizer o mesmo quando a queremos arrancar de lá para casa. Há por aí mães de babies com estas manhas?