Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Melhor Amiga da Barbie

Fundação Rui Osário de Castro - “Art Against Child Cancer – 7 Artistas. 7 Crianças. 1 Causa.”

23.05.14 | Ana Gomes

 

 

“Art Against Child Cancer – 7 Artistas. 7 Crianças. 1 Causa.”

A Fundação Rui Osário de Castro é a entidade por trás da organização da exposição  “Art Against Child Cancer – 7 Artistas. 7 Crianças. 1 Causa.” que inaugura hoje -  23 de maio na Cidadela Art Discrit, em Cascais, onde permanecerá durante dois meses para angariar fundos e divulgar a causa da oncologia pediátrica

Composta por sete obras de artistas de renome na área da pintura contemporânea, tais como Gonçalo Mar, Mário Belém, Paulo Arraiano, Pedro Zamith, Pedro Amaral, Rita Melo e Sebastião Peixoto, que reinterpretaram pinturas realizadas por sete crianças em tratamento no IPO de Lisboa, sob o mote “Se fosses um inventor, o que inventavas?”.
O desafio foi lançado às crianças para apelar ao seu lado mais criativo e divertido, sobretudo quando atravessam um período complicado devido à doença, e aos artistas que se inspiraram nas telas das crianças numa perspetiva de arte narrativa. Este estilo artístico assenta num senso de humor específico, desde o mais alegre ao mais sarcástico, sendo atrativo para uma das faixas etárias mais abrangentes do cancro infantil, a infanto-juvenil.
Os pequenos artistas criaram pinturas surreais com conceitos interessantes e representativos do modo como encaram a doença e a vida. A Catarina criou o seu Tribunal da Justiça, a Francisca o Carro Voador que permite viajar por muitos Países, a Lídia preferiu criar a sua Máquina da Paciência, o Martim desenhou o Martelo Mágico para curar todos os meninos enquanto que a outra Catarina inventou umas Portas Mágicas com acesso ao seu espetáculo de ballet, a Simaura inventou uma Televisão Transportadora para que pudesse vivenciar tudo o que nela passa e por fim o Pedro criou a Máquina de Guloseimas que não precisa de pilhas para funcionar.
Parte das vendas das obras resultantes desta exposição reverterá para a Fundação Rui Osório de Castro, de modo a apoiar os projetos desenvolvidos na área da informação e da Investigação Cientifica, no âmbito da Oncologia Pediátrica.
Infelizmente não posso estar hoje na inauguração - não estou em Lisboa - mas quando me convidaram para ser o blog oficial no apoio à divulgação e apoio da exposição não hesitei. Felizmente não existem casos de cancro na infância na minha familia, mas a doença "do século" já nos afectou e afecta várias familias e pessoas com quem nos cruzamos. Mais do que seria desejável, sempre com um pesar gigante. 
Assim queremos ajudar, e já que não tenho a cura para o mal. Tenho o poder de passar a palavra!