Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Melhor Amiga da Barbie

20
Set18

Rubrica RFM - TOP 5 - Consumo "Fashion" Ecológico.

Ana Gomes

734bcf34aac6194aad08ca3f2a1f4097.jpg

 

 

 

Felizmente as preocupações ambientais estão na ordem do dia. 

Escrevo felizmente porque acho que quando uma coisa vira tendência mais rapidamente podemos actuar ou tentar mudar o nosso comportamento. Em ultima análise fará com que pensemos - pelo menos em algum momento - nisto. 

O desafio de mudança é gigantesco e na maioria dos casos nem sabemos por onde começar ou o que é - ou não - viável! 

 

Hoje partilho convosco 5 dicas que associam o moda ao consumo sustentável. A ideia é aliar os dois conceitos com o melhor resultados possível : e sim... é possível! 

 

5 - Utilizar patches. 

 

Ai... este conceito tão anos 80/90 que nos fazia ter as mochilas com remendos e não era por só por ser giro. A verdade é que há imensas coisas que podem ser reaproveitadas com a colocação de um patch, ou mesmo... alteradas! Um blusão de ganga não tem de estar estragado para ganhar uma nova vida. Pensem nesta opção como uma forma de terem peças completamente únicas e alteradas em casa - ou numa costureira próxima - e que não implicam ter de comprar uma nova peça de roupa. 

 

4 - Comprar em Lojas Vintage. 

 

Podem-se fazer verdadeiros achados! Este ano as camisas com padrões são uma das grandes tendências e é certo e sabido que as podemos encontrar em lojas vintage. A vantagem "trend" volta a ser a possibilidade de terem uma peça mais especial ( e não replicada infinitamente ) e ao mesmo tempo estão a dar uma segunda vida a uma peça já existente. 

 

3 - Optar por tecidos orgânicos. 

 

Muitas vezes temos essas preocupações com os mais pequeninos - e escolhemos os tecidos mais delicados e menos nocivos para os bebés e... ignoramos essa premissa para nós. A qualidade dos tecidos que escolhemos afecta não só a nossa pele como a industria. 

 

2 - Verificar a origem das peças. 

 

Uma peça fabricada em Portugal tem necessariamente menos impacto ecológico do que uma fabricada do outro lado do mundo. É verdade... raramente pensamos no processo de transporte e distribuição mas ele existe... e tem impacto! Consumir produtos Made In Portugal são uma forma de apoiarmos a nossa economia e reduzir automaticamente a pegada ecológica. E temos coisas tão bonitas! 

 

1 - Ter um consumo consciente. 

 

Comprar menos peças e investir em peças de maior qualidade. Podemos gastar o mesmo dinheiro, é um facto, mas a durabilidade das peças e a forma como a limpeza no armário fará tudo fluir naturalmente é um valor acrescido. Este comportamento de consumo requer alguma maturidade e distanciamento ( já que estamos sempre a ser influenciados no sentido de ter mais uma peça, um padrão ou aquele corte diferente ) mas só testando esta opção é que efectivamente se compreendem os resultados. E ... menos compras... resultam numa industria de produção mais controlada. 

06
Set18

Rubrica RFM - TOP 5 - Dicas Para Cumprir As Resoluções de Setembro.

Ana Gomes

Setembro é por defeito - ou por feitio - uma espécie de Janeiro a meio do ano. Há quem aposte todas as resoluçōes para este mês, há quem faça as grandes mudanças nesta época do ano... e há mesmo quem estabeleça os maiores objectivos para esta fase do ano. E há mal nisso? Nada disso! 

 

É importante - e interessante - que nos passe pela cabeça mudar, alterar hábitos ou construir um estilo de vida mais de acordo com os nossos ideais. O problema? É que muitas vezes rapidamente perdemos a motivação. Hoje vamos partilhar convosco como é que podemos fazer as nossas resoluções valer. 

escrever-livro-noticias.jpg

 

 

5 - Ser Razoável Com as Resoluções. 

 

Coisas muito abrangentes ou complexas poderão não ser a melhor ideia. Claro que não temos de "pensar pequeno"... o que temos é de idealizar cenários possíveis. Por exemplo : se a vossa ideia é perder peso, estabeleçam uma meta razoável até ao grande objectivo. 

 

4 - Estabelecer um Plano. 

 

Idealizar é fácil, mas planear pode ser efectivamente divertido. Ou seja : devemos tentar estabelecer um plano e até estabelecer um horário ( dentro do nosso horário ) para fazer vingar os nossos objectivos. O plano pode ser mais do que encontrar tempo, pode ser : encontrar aliados! Alguém que esteja com os mesmos objectivos e que possa ser um incentivo. 

 

3 - Tentar Ultrapassar as Metas Impostas. 

 

Imaginem que conseguem alcançar uma das coisas a que se propuseram ( por exemplo... correr 5 km dia sim, dia não ) porque não... começar a correr 6? A vantagem de estabelecer mudanças tangíveis pode ser um incentivo para aumentar a parada. 

 

2 - Antecipar Obstáculos. 

 

Provavelmente aquilo que decidiram mudar agora... não é propriamente uma coisa nova de que se lembraram. Muitas vezes já tiveram intenção de mudar este detalhe no passado mas... alguma coisa falhou. E vocês - melhor que ninguém - sabem o que acontecer. Prever e antecipar esses obstáculos ajuda-nos a conseguir contorna-los! Já sabemos porque falhou e já sabemos que temos que "pular" esse motivo de falha. 

 

1 - Criar Recompensas.

 

E ser inteligente a escolher as recompensas. Se planearam um mês sem compras, a ideia não é liberar as compras no mês seguinte... mas, por exemplo, ter a possibilidade de comprar uma peça mais exclusiva. Da mesma forma que se planearam ter uma vida mais saudável, ou até... perder peso, ao cumprir o objectivo... não vale comer um bolo todos os dias ao pequeno-almoço. Bom, vocês entendem a ideia! O ideal é que possam ter recompensas que vos extra motivem! 

 

 

Boa Sorte! :) 

02
Ago18

Rubrica RFM - Top 5 - Dicas Para Compras nos Saldos.

Ana Gomes

c6e43fbdcb81b14edc1985a3c594eab4.jpg

 

 

 

 

Sabem qual é a melhor altura para aproveitar os Saldos? Agora MESMO! Sem sair de casa ( vivam as lojas online ) ou dando uma voltinha pelas vossas lojas preferidas, e porquê agora? Porque dificilmente os preços ficarão mais baixos do que agora... e porque sinceramente parece que o Verão só chegou agora mesmo! E afinal... o que a vale a pena comprar nesta recta final dos saldos? 

 

 

5 - Peças Básicas. 

 

Esta dica é fácil - mas nem sempre óbvia. Esta é a altura perfeita para fazer aquela reposição das peças básicas que fazem parte do nosso guarda-roupa sempre. Exemplos? T-shirts lisas, jeans, casacos de malha. Enfim... aquelas peças mais "sem graça" mas que acabamos por usar como excelentes complementos. 

 

 

4 - Camisas Oversized. 

 

Claro que podem apostar nas camisas básicas que servem os nossos armários "forever". Mas a camisa oversized que pode ser uilizada de variadíssimas formas ( como túnica, com um nó, com os ombros destapados... enfim!) é um must have! 

 

3 - Calçado. 

 

Do bom... não vale grande pena gastar os créditos em calçado de fraca qualidade, por dois motivos : conforto e investimento. Em calçados e carteiras mais vale investir um pouco mais e ter a certeza que ficamos com boas peças. Sabrinas, mocassins, sapatilhas e sapatos de salto simples são apostas seguras. 

 

2 - Acessórios. 

 

Já sabemos que as "modas" passam. Mas há acessórios que sempre quisemos e que faz sentido que possamos finalmente ter. Principalmente porque este tipo de peças pode fazer a diferença nos nossos looks e muitas vezes usam-se em várias estações. Que sejam "aqueles" brincos statement ou uma echarpe que serve até o Inverno rigoroso chegar. 

 

 

1 - "Aquela" peça.

 

O vestido cor de rosa com lantejoulas que namoraram em segredo a colecção inteira, a camisa cheia de padrões que vos ficou atravessada, as calças curtas e com um uma cor pouco fácil... enfim! Os saldos - principalmente esta recta final - também serve para que possamos extravasar um pouco nas nossas escolhas e para voltarmos a ser criativos. 

12
Jul18

Rubrica RFM - Top 5 - Dicas Para Cabelo Perfeito No Verão!

Ana Gomes

220FAD36-C93A-4532-8377-54A460BEE8D7.jpeg

Cabelo de Verão? 

Yes please! 

Mas só se isso for significado de um cabelo maravilhosamente cuidado e não... danificado pelo sol, vento e sal.

Hoje partilho convosco 5 dicas úteis e práticas para conseguirem chegar ao fim de verão com o melhor cabelo possível! 

 

5 - Passar o cabelo por água doce. 

É muito importante tirar o cloro ou o sal do cabelo. Sim... depois de cada mergulho é importante “aliviar” o cabelo dos possíveis danos destes elementos. 

 

4 - Se fizerem uma temporada na praia invistam em produtos específicos para o sol! 

Especialmente um champô anti-resíduos e um protector solar para o cabelo. 

 

3 - Evitar outros factores de desgaste: 

 

Como secador e placa para esticar o cabelo! O ideal será mesmo retirar o excesso de água com uma toalha e deixar secar ao natural. É uma óptima altura para experimentarmos tranças ou apanhados mais simples! :) 

 

2 - Passar o cabelo por água fria.


Aproveitar os dias quentes para moderar a temperatura dos banhos! A água fria é óptima para estimular a firmeza da pele e é perfeita para o cabelo! A água quente tende a estimular a oleosidade e conseguimos um maior equilíbrio se conseguirmos variar as temperaturas.

1 - Usar boné, chapéu, turbante, lenços...

Enfim! Escolher um filtro físico que permita reforçar a protecção e claro... aproveitar para maximizar o estilo pessoal!

 

 

 

28
Jun18

Rubrica RFM - TOP 5 - Dicas Para Tratar Escaldões.

Ana Gomes

 

dc70afcccca594513fe2fa503b2a60b4.jpg

 

 

 

Já deveríamos saber que a aplicação de protecção solar é fulcral.

E já partilhámos várias dicas sobre este tema em outras rubricas da RFM - podem ver por exemplo este link com dicas básicas para um bronzeado perfeito - mas há uma coisa bastante chata que... até quando tentamos evitar por vezes acontece. Estou a falar dos escaldões com que por vezes a nossa pele acaba por ficar. Muitas vezes não significa que não colocámos protector... podemos simplesmente ter abusado do sol, falhado um zona do corpo ou ter uma pele muito sensível e reactiva. Vamos a dicas para cuidar da nossa pele? 

 

 

 

5 - Beber muita água : 

A hidratação é fundamental para que o nosso organismo possa recuperar desta lesão. É que um escaldão é uma agressão muito menos leve do que aquilo que consideramos e o nosso corpo actua para regenerar o tecido lesado. 

 

4 - Escolher alimentos anti-oxidantes : 

 

Estes alimentos vão ajudar na regeneração celular e serão óptimo aliadas na reestruturação dos tecidos. Os frutos vermelhos são bons exemplos de alimentos dentro desta categoria e são deliciosos no Verão, logo... são uma opção saborosa e agradável. 

 

3 - Fazer um controlo geral da temperatura :

 

O ideal é que não existam choques térmicos - talvez não seja a melhor ideia do mundo ir dar um mergulho na água gelada... já que podem ocorrer - por exemplo - desmaios! Mesmo no banho em casa devemos procurar chegar a uma água tépida e vestir roupas leves - que não sejam apertadas - e frescas. 

 

2 - Aplicar um Pós-Solar : 

 

Existem no mercado várias fórmulas e texturas que ajudam a uma correcta hidratação da pele. Muitas das opções são verdadeiramente regeneradoras e ajudam a acelerar o processo para além da sensação de alivio imediato que conferem à pele. A planta do aloe-vera é uma solução bastante económica e natural e a sua "baba" é preciosa. 

 

 1 - Nunca Colocar Gelo e Vigiar Os Sintomas : 

 

Quando pensamos em calor pensamos imediatamente na solução mais fresca possível. Mas o gelo nunca deve ser colocado sobre um escaldão já que provocará uma nova queimadura e acabará por piorar a situação existente. 

É fulcral ficar atento a possíveis reacções, o excesso de exposição solar pode resultar em tonturas, febres altas e confusão mental e neste caso devem consultar um médico ou um especialista. 

 

21
Jun18

Rubrica RFM - TOP 5 - Dicas Para O Rock In Rio.

Ana Gomes

 

 

100bf688efc36db3b5ac6c5789e9b141.jpg

 

 

00fd50e0c7ff5057e67b300458250e2a6789b554.jpg

 

 

 

Começa finalmente este fim-de-semana um dos maiores festivais de Verão do mundo. 

Claro que estou a falar do ROCK IN RIO! Lisboa tem o privilégio de receber este festival de dois em dois anos e é notório que cada vez mais se torna um evento apetecível e melhor a cada edição. 

 

Hoje partilhamos convosco algumas dicas para os próximos dias deste impressionante evento cultural. 

 

5 - Roupa e Calçado Confortável.

Esta dica pode parecer óbvia mas só para quem não é novato! É muito importante escolher um calçado confortável, roupa que nos permita estar bem durante o dia e abrigados do friozinho da noite. Muito importante é também colocar protecção solar caso cheguem cedo ao recinto - o que vale mesmo a pena! Esta ano as portas abrem pelas 12h ou seja... há muita hora de festival para aproveitar. 

 

4 - Usar a APP do Festival. 

 

Não há nada como ter nas tecnologias um facilitador de vida. Sabem a famosa roda do Rock In Rio? Se a conhecem é provável que também conheçam a não menos famosa fila. Pois é... este ano podem garantir a vossa voltinha na roda através de uma app que permite agendar esta e outras diversões que estão no recinto. 

 

3 - Aproveitar as Experiências Gastronómicas

 

Longe vai a ideia de que "não se come nada de jeito nos festivais". A verdade é que cada vez existem mais e melhores opções. Acontece que dificilmente alguma irá bater o espaço do Time Out Market onde existirão 380 lugares sentados e 14 restaurantes, entre os quais espaços da autoria de alguns chefs portugueses representados no Time Out Market como Alexandre Silva, Henrique Sá Pessoa, Marlene Vieira e Vítor Sobral. Confirmadas estão, também, as presenças d’ O Prego da Peixaria, Sea Me, Asian Lab e Manteigaria – Fábrica de Pastéis de Nata, além da Super Bock que disponibilizará, num bar privilegiado, todo o portfólio da sua Seleção 1927. ( informações retiradas do site do RIR ). 

 

 

2 - Utilizar os Transportes Públicos. 

 

Nunca é fácil estacionar nas redondezas já que o trânsito em torno do recinto está condicionado. Para compensar a rede de transportes públicos organiza-se melhor do que nunca. O metro estará aberto até mais tarde ( e relembro que a estação da Bela Vista fica mesmo mesmo à porta ) e existem vários descontos dentro das varias entidades de transportes que são aplicados a quem tiver bilhete para o evento. Se forem aventureiros podem sempre ir de bicicleta já que há todo um parque disponível para as mesmas. 

 

1 - Dicas Gerais e Fundamentais. 

 

Levar um powerbank para evitar ficar sem bateria e perder o rasto dos amigos. Ter espaço para fotos no telefone! Levar o indispensável pacote de lenços - ou toalhitas - e levantar dinheiro! Apesar de existirem vários pontos no festival onde é possível utilizar o cartão multibanco, nada é melhor do que estarmos precavidos. Até para o regresso a casa! 

 

14
Jun18

Rubrica RFM - Top 5 - Dicas Para Combater a Ressaca.

Ana Gomes

 

cf5f4de92ce2684aac474f1d46c939c7.jpg

 

 

 

Muito provavelmente muitos dos lisboetas gostariam de ter lido este artigo antes... mas a verdade é que as festas populares mal começaram e há muito Santo a ser celebrado até ao final do mês. 

Se beberam um bocadinho mais do que é normal, comeram mais do que contavam.... ou se deitaram tarde e o dia seguinte vai custar. Então este post é de leitura obrigatória e acima de tudo... útil! Isto é... se conseguirem lidar com ecrãs! 

 

São 5 dicas úteis para minimizar os efeitos da "ressaca". 

 

5 - Hidratação. 

O mais provável é que acordes com sede! É essencial que bebas o máximo de água possível durante o dia. É muito provável que te apeteçam bebidas doces e com gás - que provavelmente até acabarás por beber - mas o mais importante será beber água ou infusões sem açúcar. A ideia principal é que recuperes hidratação e ao mesmo tempo que consigas eliminar parte das toxinas que estão no teu corpo. A água ajuda a drenar sem efeitos secundários e é um dos melhores aliados nestes momentos. 

Os chás de camomila, hortelã ou gengibre também são bons aliados. 

 

4 - Dormir. 

Esta dica podia ser dispensável já que provavelmente... seria mesmo essa a vossa vontade. DORMIR! Mas saibam que é mesmo fundamental já que ajuda o corpo a eliminar as toxinas ( já deu para perceber que essa é a nossa principal missão no dia seguinte ). Para tentar não alterar os padrões de sono e as rotinas o ideal será dormir bem de manhã e optar por uma sesta curta. A hora de deitar no dia seguinte deverá ser o mais cedo possível! 

 

3 - Comer Doces. 

 

O quê?? Comer doces? Confesso que depois de ter feito esta pesquisa até eu fiquei espantada. Mas aparentemente - e no caso do álcool - a diminuição de glicose no sangue pode-se verificar e daí poder ser até necessário a ingestão de algo doce. Se pensaram em bolos de chocolate com leite condensado... talvez não seja a melhor ideia. É que um doce pode ser simplesmente... uma peça de fruta! ;) 

 

2 - Ingerir Alimentos Leves e Boas Gorduras. 

 

Frutos secos e abacate são óptimos exemplos de boas gorduras que devemos ingerir no "dia seguinte". O crucial é procurar fazer uma boa alimentação e sobretudo leve para que o nosso corpo possa efectivamente recuperar e ao mesmo tempo descansar. Brócolos, ovos, cebola e pimenta são alimentos em destaque já que são ricos em cisteína um aminoácido capaz de acelerar o processo de cura em casos de ressaca. 

 

1 - Actividade Física. 

 

Sei que este numero um vos pode estar a fazer pensar que nunca estive de ressaca... já que a última coisa que nos apetece é ir para o ginásio ou algo do género. Mas a ideia não é que vão treinar para a maratona no dia seguinte, nada disso! Mas acaba por ser muito importante tentar contrariar aquela vontade avassaladora de ficar o dia inteiro no sofá. Um duche rápido e alguma actividade física podem - e vão - acelerar o processo. É que o aumento do fluxo de oxigénio é uma consequência natural da actividade física e tudo melhora mais rápido se colaborarmos com a correcta eliminação de toxinas! 

07
Jun18

Rubrica RFM - Top 5 - Dicas Ecológicas Para Educar os Mais Pequenos.

Ana Gomes

ecomiudos.jpg

 

 

 

Esta semana comemorou-se o Dia Mundial do Ambiente. 

A verdade é que já não é a primeira vez que este tema é assunto nesta rubrica, mas lá está, acredito que pela repetição se apreendem os hábitos! Hoje trazemos um top 5 de ideias para ajudar os mais pequenos a adquirir uma consciência ecológica. 

Se as próximas gerações forem educadas ou sensibilizadas a enraizar hábitos ecológicos nas suas rotinas... estes momentos acabarão por ser "naturais" e não um esforço. Vamos a isto? Aposto que há por aí filhos, primos, sobrinhos ou afilhados, certo?

 

 

5  - Criar um mini-ecoponto em casa.

 

Todos sabemos que as crianças adoram participar nas tarefas dos adultos. Se na generalidade dos casos acabam por não atrapalhar, neste caso podem não só ajudar como ficar entretidos. A ideia é que os comecem a habituar a entender qual das cores dos caixotes diz respeito a que material e que possam de uma forma lúdica ir ajudando com o lixo da reciclagem. 

 

4 - Não utilizar palhinhas. 

 

Este é um dos principais flagelos dos tempos modernos e é uma coisa tão simples e tão desnecessária! Mas imagem que os vossos pequenos NUNCA usam uma. Rapidamente deixará de ser tão comum. Já existem várias alternativas - bambu e inox são as mais conhecidas - caso sintam essa necessidade em algum casa. 

 

3 - Brincadeiras ao Ar Livre. 

 

A recolha de lixo - controlada e supervisionada por um adulto - pode ser uma boa actividade para praticar ao ar livre. Nomeadamente naqueles intervalos na praia em que os miúdos querem ir ao banho e ainda não podem... ou quando começam a ficar aborrecidos na tarde que planearam com os vossos amigos. O contacto com o exterior é obviamente fulcral para o desenvolvimento mas cada vez mais os programas em família passam de casa para espaços comerciais. Verdade? 

 

2 - Consumo de Energia! 

 

Provavelmente nem os "mais crescidos" têm noção que os carregadores e as fichas de electricidade consomem energia mesmo quando não estão a carregar. O ideal será optar por tomadas ou extensões que tenham o seu próprio interruptor e ensinar os miúdos a desligá-lo. É que cada vez mais os brinquedos ou os dispositivos que se utilizam carecem de baterias ou carregadores que - regra geral - estão sempre ligados. Outra ideia interessante será colocar uns auto-colantes divertidos nos interruptores da luz para que se lembrem de desligar as luzes que não são necessárias. É dos desperdicios mais fáceis de controlar e que muitas vezes - até nós - ignoramos. 

 

1 - Jogos Ecológicos. 

 

Há atitudes e formas de lidar com as crianças que rapidamente teriam algum impacto. Reutilizar brinquedos ou comprar muito menos brinquedos seria uma boa forma de os habituar a ter menos coisas... logo um comportamento de consumo mais eficaz. Acontece que nem sempre é fácil controlar estas questões, verdade? Não custa que façamos este esforço. Mas há outras brincadeiras ecológicas que podemos fazer. Utilizar algumas matérias - tipo rolos de cozinha, cartões de embalagens e por aí fora - como bases de pinturas ou para a construção de bonecos. Fazer uma "corrida" no banho, para que se habituem a gastar pouca água... ideias não faltam :) 

31
Mai18

Rubrica RFM - TOP 5 - Dicas Para Uma Pele Bronzeada ( Sem Sol! ) .

Ana Gomes

05a5d1f08b675687fa7f44a78ac80da2.jpg

 

 

 

Não vale a pena dizer aquilo que é óbvio. 

Junho chega já amanhã mas o Sol continua timido e sem promessas de vir para ficar. 

 

O que é claro é que por esta altura já queríamos todos andar bronzeados. Por isso a rubrica de hoje ajuda-nos a tentar chegar aquele tom dourado, bonito e saudável.... mesmo que não esteja sol! 

 

 

1 - Esfoliar a Pele. 

 

Parece um contra senso. Já que a ideia de esfoliar sugere que estejamos a eliminar alguma coisa e consequentemente... a estragar o bronzeado que começámos a construir naqueles dois dias em que até conseguimos ir à esplanada. FALSO! É verdade que a pele está a ser limpa... mas é o passo mais importante para garantir que tudo corre bem. É que ... claramente vamos ter de começar a pensar num auto-bronzeador e convém que a pele esteja limpa e uniforme para o receber. 

 

2 - Encontrar a textura de Auto-Bronzeador Perfeita. 

 

O auto-bronzeador vai ser o nosso melhor aliado nesta missão. Mas existe em tantas texturas que o ideal será procurar a que melhor se adapta às nossas preferências, óleos, espumas ou cremes... há de tudo! Evitem fragrâncias sintéticas e parabenos! <3

 

3 - Testem o Auto-Bronzeador Numa Parte do Corpo Menos Exposta. 

 

Sim! É importante fazer este teste numa zona que esteja menos exposta. Geralmente pensamos na mãos para testar cremes... mas neste caso não será a melhor ideia! A importância deste teste é perceber se o tom daquele produto se adapta à nossa tez... ninguém quer acabar cor-de-laranja, pois não? 

 

4 - Misturar Cremes Com Cor No Hidratante.

 

Esta é a dica mais simples e mais eficaz e que uso diariamente. Principalmente se tenho de usar saias ou calções e não me apetece ter as pernas esquálidas! Esta solução é temporária e sai com um duche - caso não gostem do resultado final. Mas facilmente conseguimos falsear um rosto bronzeado ( com bb cream ou com pó bronzeador ) e o resto do corpo não acompanha o efeito... aqui está uma dica, que funciona na hora! 

 

5 - Escolher Alimentos que Produzem Melanina e Usar Protecção Solar. 

 

Neste ponto - e depois de saberem quais os melhores truques para um bronzeado sem sol. Saibam que ao contrário do que muitas campanhas nos fizeram crer... o melhor bronzeado - mais bonito, mais duradouro e mais saudável - consegue-se com protecção solar! Já a Cenoura, a batata doce ou a abóbora são óptimos alimentos para os snacks de Verão! 

10
Mai18

Rubrica RFM - Top 5 - Dicas Para Animais de Estimação.

Ana Gomes

 

 

2E2FE72B-1436-4CBB-9E37-703EFD46D39D.jpeg

 

 

Na rubrica de hoje vamos partilhar algumas dicas para lidarem melhor com os vossos animais de estimação.

Pedimos ajuda a uma super especialista - a Susana responsável pelo projecto Busca, Treino de Cães - e reunimos 5 dicas básicas e fáceis para lidar com cães e melhorar a convivência entre todos. 

 

Achamos pertinente abordar este tema nesta altura do ano para podermos deixar uma ressalva importante. Com o aproximar das férias de Verão o abandono de animais é escandaloso. Não se esqueçam que os vossos animais de estimação são seres vivos, dotados de emoções e sentimentos. Existem inúmeras soluções que podem ser pensadas e resolvidas e que não passam por abandonar ou maltratar um animal de estimação, existem hotéis, abrigos, famílias de acolhimento entre outras alternativas. Pensem em consciência antes de integrar um animal na vossa vida. 

 

Mas vamos à parte divertida do assunto de hoje! 

 

5 - Para conseguir uma boa socialização os cães devem conviver com outros cães o mais cedo possível. 

 

Há animais que por estarem constantemente isolados acabam por não conseguir lidar com a presença de outros cães. O ideal será que possam conviver com outros animais para promover uma boa socialização ( e óptimos passeios pelo parque ).

 

4 - Ambientação Sonora e Visual. 

 

O que passa relativamente a outros animais deve passar-se com sons e objectos. Podemos colocar um som no telemóvel ( trovoada, skates, motas ) para que seja um barulho que já conhecem. A maioria dos cães tem terror de skates e reage de forma inesperada. O mesmo com pessoas com bengalas ou até mesmo uma simples vassoura. Se os vossos animais estiverem ambientados a estas realidades desde cedo será menos provável que tenham uma reacção adversa. 

 

3 - Evitar que os Cães Saltem.

 

Se não queremos que o nosso cão seja daqueles que saltam para cima de toda a gente indiscriminadamente, devemos contrariar esta tendência e estimular o comportamento contrário! Por exemplo : agacharmo-nos sempre que lhe fizermos festas e ignorá-lo quando salta, voltando mesmo as costas e deixando de interagir com o cão. Se sempre que ele saltar lhe dermos um mimo ( que na realidade é o que nos apetece.... verdade? ) o animal vai achar que esse comportamento é bom e irá repeti-lo com toda a gente. 

 

2 - O treino do cão deve ser feito com reforço positivo. 

 

Ou seja... devemos premiar as atitudes que vão de acordo ao que achamos correcto. Por exemplo, no caso de não queremos que ele salte devemos ignorar quando o faz e compensar quando se senta. A compensação pode ser um mimo ou um biscoito. Em todos os casos de treino o ideal será sempre utilizar o reforço positivo como método. Não devemos esperar que o animal erre para exercer qualquer tipo de punição. 

 

1 - Os objectos de brincar devem estar guardados. 

 

É claro que o vosso animal pode ter os seus brinquedos ou entretenimento. Isto até lhe dá segurança e pode entrete-los quando não estão por perto. Mas é importante que os brinquedos que usam para brincar com eles e estimulá-los ( e até cansá-los eheheh ) devam aparecer somente nesses momentos lúdicos. É sempre positivo que entendam as diferenças entre cada momento. 

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Playlist Spotify

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D