Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Melhor Amiga da Barbie

Diário Dela #15

02.01.14 | Ana Gomes

 

 

"Caminhei mais de vinte minutos à chuva.

Saí de casa de jeans e t-shirt. Um casaco de malha, muita vontade e o claro desprezo pelas previsões meteorológicas.

 

Começou a chover pouco depois, não me procurei abrigar, caminhava depressa. Caminharia naquele ritmo mesmo que estivesse um sol abrasador.

 

Cheguei ao átrio do teu prémio encharcada, ofegante. A porta de metal pesada nunca fechava. Subi as escadas. Duas de cada vez. As pestanas com gotas de chuva, primeiro a pingar do cabelo, agora a escorrer pelas minhas bochechas.

Toquei à campainha. Sem perguntas abriste a porta. Podia ser o carteiro, a vizinha de cima, o vizinho da frente, o teu assassino.

 

Era eu com o coração acelerado da caminhada, com a adrenalina de ter chegado até ali sem porquês nem perguntas. Entreguei-te a chuva toda que tinha caído lá fora. Que a roupa ensopada tinha guardado.

A minha pele gelada e o cabelo encharcado não eram condição suficiente para apagar as labaredas de um fogo há muito aceso. A tua camisa branca sempre irrepreensível, contraste perfeito da nossa moral, neste segundo manchada do lápis preto que trago nos olhos, do baton cor de cereja que deslizava pelo teu corpo nos meus lábios.

 

Mesmo que que o negues... enquanto esta for a nossa natureza, a tua casa não te protege dos temporais. . "

 

Diário Dela

2 comentários

Comentar post