Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Melhor Amiga da Barbie

Parabéns Papá

04.07.12 | Ana Gomes
Hoje o Homem que amo incondicionalmente faz anos.

 ( Tem calma papá... esta tatuagem não é minha... )

Não gosta particularmente desta efeméride, herdei dele a melancolia deste dia, e a de tantos outros.

Pai - Fio condutor da razoabilidade, a pessoa que vale sempre a pena ouvir, mesmo que discordemos em absoluto do que diz. Ele sabe. Sabe sempre.

Pai - Pessoa que não tem vergonha que o abrace, que murcha quando me vê chorar, que diz "vá lá" e que se "lixe",  que lê tantos livros complexos, como passa horas a ver o canal do Benfica. Que sabe tanto da história do mundo, como dos jogadores de todas as modalidades desportivas.

Pai - Para quem "caro é comer mal", para quem "as coisas valem o que valem".

Pai - Que dá alcunhas a tudo o que nos rodeia, que conta as histórias mais mirabolantes, e tem a particularidade de começar a contar as anedotas pelo fim. Só para nos contextualizar e ter a certeza que vamos compreender.

Pai - Que se deitava de barriga para cima na minha cama até eu acabar as composições de português e me ensinava tudo o que podia saber sobre matemática e probabilidades.

Pai- A pessoa impossível de descrever. Aquele que não se pode esgotar. Que está sempre lá para nós. Que nos ajudou a compreender o que é ser leal, o que é ser socialmente correcto, o que é ter princípios sociais.

Pai - Um ganda bacano.

Pai - O Melhor Do Mundo.


11 comentários

Comentar post

Pág. 1/2