Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Melhor Amiga da Barbie

28
Set18

Colecção de Criança Sustentável H&M e a WWF.

Ana Gomes

 

 

É já este domingo - dia 30 de Outubro - que na H&m do Chiado será apresentada a nova coleçcão para os mais novos. Em parceria com a WWF haverá espaço para pinturas faciais, colorir e até a hora da história ( pelas 16.30 ) tudo com foco em animais em vias de extinção. Toda a colecção é feita com materiais sustentáveis, com o objectivo de inspirar os mais novos ( e os pais, naturalmente ) a terem uma postura mais amiga do planeta. A colecção já está disponivel desde dia 27 deste mês, mas este Domingo o evento será uma forma mais divertida de fazer as crianças interagir com a causa, de forma didáctica e memorável. 10% do preço de venda destes produtos será doado à própria WWF 

 

4208A_11.jpg

 

 

38E 0673796 003 00 1168.jpg

 

38E 0676172 001 00 1154.jpg

 

 

38E 0676172 003 00 1155.jpg

 

38E 0676173 002 00 1169.jpg

 

38E 0678001 001 00 1159.jpg

 

38E 0691995 001 00 1173.jpg

 

42X 0688070 001 00 1732.jpg

 

 

4208A_16.jpg

  

 

 

27
Set18

Rubrica RFM - TOP 5 - Tendências Outono 2018.

Ana Gomes

Já tinham saudades de umas dicas de moda? Claro que não poderia deixar a chegada do Outono sem vos dar conta das principais tendências da próxima estação. 

Ainda que o calor tenha vindo - aparentemente - para ficar por mais uns tempos... são sempre coisas que gostamos de saber e quem sabe, até adaptar dentro do nosso guarda-roupa. 

 

5 - Animal Print. 

7df4a92feece2ff6d4101f0dc25b185a.jpg

 

picmonkey-collage.jpg

 

Acaba por ser quase um clássico das estações mais frias, mas a verdade é que o Animal Print vai ter o maior destaque de sempre! Se antes o Leopardo era o padrão mais comum... este ano podemos apostar as fichas nas peças com padrão cobra! 

 

4 - Prateado. 

_dio0513.jpg

 

37.jpg

 

imensas peças, desde casacos, a carteiras e até mesmo calças! As peças prateadas - que tanto lembram o gelo - são imperdiveis. 

 

3 - Tweed

_mon0362.jpg

 

44.jpg

 

É um padrão clássico - e os clássicos são sempre uma boa noticia - e vamos poder encontrar todo o tipo de peças neste padrão. Para além do básico branco e preto, preparem-se para uma explosão de cor! Laranja e branco, verde e azul... infinitas combinações que lhe dão um tom menos pesado e mais divertido.

 

2 - Plissados.

_mon0332.jpg

 

10-joseph-fall-ready-to-wear-2018.jpg

 

Se forem daquelas pessoas que vão guardando peças de ano para ano... é muito provável que ainda tenham umas saias ou vestidos plissados que farão todo o sentido este Outono. Geralmente pensamos em tecidos mais leves para este efeito mas uma saia de fazenda plissada é uma das peças chave desta estação! 

 

 

1 - Néon.

gettyimages-920224822.jpg

 

look_neon-tendencia-helena_bordon-780x524.jpg

 

NEON-Leandra-Medine-Man-Repeller-July-2018-4116.jp

 

Confesso que não sou adepta da tendências mas , hey! Ninguém me pediu opinião! A verdade é que as peças em néon já estão a inundar as montras e até podem ser utilizadas com bastante estilo! 

 

 

25
Set18

Amoreiras Shopping Day / Music Edition.

Ana Gomes

 

 

81587279-543F-40C5-8561-73348C728B55.jpeg

 

 

As festas de aniversário do Amoreiras já se tornaram um marco na cidade. Não só porque falamos de um dos edifícios mais icónicos de Lisboa- e é o meu shopping desde sempre - mas porque estes eventos são mesmo uma forma de acarinhar o público. 

Esta edição é dedicada à musica - e conta com um concerto do não menos icónico José Cid antecedido pelos Capitão Fausto- e existem ainda os habituais descontos e activações de marca. 

Quem anda com alguma peça debaixo de olho... amanhã é o dia de a comprar com desconto! 

No seguimento do tema do evento dedicado à música existem várias lojas com acções para quem quer entrar no espirito festivaleiro, desde tatuagens com cristais swarovski, personalização de perfumes na Perfumes & Companhia. 

 

Eu vou andar por lá de manhã e vou tentar mostrar-vos algumas coisinhas da festa pelos stories.... mas o melhor mesmo é que se juntassem a mim! <3 

25
Set18

Mães Reais : Baby Dove. Natação.

Ana Gomes

Uma das melhores decisões que tomei relativamente à Vi foi inscreve-la na natação. 

Desde que soube que estava grávida que isso estava nos meus planos, essencialmente porque adoro mar, piscinas... enfim! Adoro água e adoraria que ela também gostasse, mas essencialmente vejo saber nadar como uma defesa. Na altura da "distribuição" de tarefas o pai da Vi disse que adoraria ser ele a ir com ela e eu concordei. Acontece que ele só podia ir aos Sábados e ... raramente estamos em Lisboa ao Sábado e foi-se adiando o processo. Até que eu achei que não se deveria esperar mais tempo - até porque de um momento para o outro ela passou a chorar imenso no banho e nem sequer tolerava que lhe pusesse água na cabeça. 

Via água e ficava nervosíssima, gritava... um pequeno pesadelo. 

Decidi informar-me sobre os horários, havia efectivamente a clássica aula de Sábado... mas também havia uma aula às Segundas durante a tarde. Da escolinha da Vi ao ginásio são pouco mais de 10 minutos e como a vou buscar todos os dias o timming era perfeito. Decidi inscreve-la ( sem pensar demasiado no assunto ) e dois dias depois lá fomos nós. Confesso que estava mesmo nervosa. Não sabia como ia correr, não estava preparada para a logística de banhos e birras... mas lá fui! 

A primeira aula correu muito bem e foi mágica! É um momento de cumplicidade mesmo bonito, quando são tão pequenos são completamente dependentes e tudo é uma descoberta fantástica. Acho que fazia parte da minha missão ter de passar por estes momentos com ela. Também já fui brindada com uma birra memorável - queria fugir para o jacuzzi, fácil de compreender, não acham? - claro que peguei em mim e nela e fomos embora da piscina. 

Confesso que já houve dias em que não me apeteceu minimamente... mas vou! Passo por cima das mil desculpas que me passam pela cabeça e nunca me arrependo de ir. 

A melhor parte? A cumplicidade daqueles momentos - que nem o hábito consegue roubar. 

A parte menos boa? Toda a logística de equipamentos

Para simplificar levo apenas a mochila dela com uma muda de roupa e os produtos de higiene e acabo por me servir dos dela e tomo um duche rápido para retirar o cloro.

 Os melhores aliados: a linha Baby  Dove:  Super delicada para a pele dos bebes, o creme é ótimo para deixar a pele suave e aquele cheirinho que só apetece apertar!   ( aproveito e para facilitar a logística tenho a desculpa perfeita para usar a linha em mim) . Não existem Mães perfeitas apenas Mães Reais #babydove

 

 

unnamed-5.jpg

 

unnamed-6.jpg

 

24
Set18

Pizza Saudável : Base Couve-Flor.

Ana Gomes

Vocês sabem que os devaneios culinários têm sido uma espécie de terapia para mim... 

Na verdade acho que sou uma pessoa como a grande generalidade, quando chego a casa já venho tão estafada que não me apetece fazer nadica... mas muitas vezes ir para a cozinhar ajuda-me a focar naquela tarefa e a trazer amor para as nossas refeições que são preparadas com muito mais dedicação. 

 

8F52BE5A-31A6-4BC1-87B4-A2978A7C4490.jpeg

 

363C46BD-8994-46C0-A120-BA63BFBA69D7.jpeg

 

 

Depois de uns dias no Alentejo em que é impossível resistir a um dos melhores pães do país... decidi que esta semana deveria evitar consumir glúten. Longe de ser uma proibição - não sei lidar com as coisas assim - mas antes uma estratégia. Mas claro que hoje me apeteceu pizza. E nem sequer é uma coisa que coma todas as semanas... ainda assim decidi seguir o meu instinto e meti mãos na massa. Bom... mais ou menos :) 

 

Lembrei-me daqueles vídeos do facebook que sugerem receitas que parecem mirabolantes mas acabam sempre com o melhor dos aspectos e improvisei uma pizza com base de couve-flor. 

 

Vamos à receita? 

 

10 cabeças de couve flor trituradas até ficarem com textura de arroz;

Levar ao microondas durante 5 minutos;

Deixar arrefecer mais 5 minutos;

Colocar num pano de cozinha e espremer o máximo de agua possível;

 

Colocar de novo no picador e juntar : alho em pó, sal e pimenta a gosto, 1 ovo, mozarella ralada. 

 

Passar até ficar com uma textura homogénea e colocar numa folha de papel vegetal untada uma porção de massa redonda. 

 

Levar a forno pré-aquecido durante 15 minutos ou até ficar dourado, cobrir com os toppings que quiserem : usei mais mozarella e uns tomates que assei no forno enquanto este aquecia. Também coloquei umas fatias de beringela assada, mas podem colocar literalmente o que vos apetecer! Deixar tostar e está pronto a servir :) 

 

Para os tomates : quantidade de tomate cherry a gosto, regar com azeite, oregãos, curcuma, sal e pimenta. 

Para a beringela : cortar em fatias finas, humedecer com umas gotas de água, colocar um fio de azeite, sal e pimenta. Para garantir que ficam temperadas por igual misturo com as mãos e volto a colocar direitas no tabuleiro. 

20
Set18

Rubrica RFM - TOP 5 - Consumo "Fashion" Ecológico.

Ana Gomes

734bcf34aac6194aad08ca3f2a1f4097.jpg

 

 

 

Felizmente as preocupações ambientais estão na ordem do dia. 

Escrevo felizmente porque acho que quando uma coisa vira tendência mais rapidamente podemos actuar ou tentar mudar o nosso comportamento. Em ultima análise fará com que pensemos - pelo menos em algum momento - nisto. 

O desafio de mudança é gigantesco e na maioria dos casos nem sabemos por onde começar ou o que é - ou não - viável! 

 

Hoje partilho convosco 5 dicas que associam o moda ao consumo sustentável. A ideia é aliar os dois conceitos com o melhor resultados possível : e sim... é possível! 

 

5 - Utilizar patches. 

 

Ai... este conceito tão anos 80/90 que nos fazia ter as mochilas com remendos e não era por só por ser giro. A verdade é que há imensas coisas que podem ser reaproveitadas com a colocação de um patch, ou mesmo... alteradas! Um blusão de ganga não tem de estar estragado para ganhar uma nova vida. Pensem nesta opção como uma forma de terem peças completamente únicas e alteradas em casa - ou numa costureira próxima - e que não implicam ter de comprar uma nova peça de roupa. 

 

4 - Comprar em Lojas Vintage. 

 

Podem-se fazer verdadeiros achados! Este ano as camisas com padrões são uma das grandes tendências e é certo e sabido que as podemos encontrar em lojas vintage. A vantagem "trend" volta a ser a possibilidade de terem uma peça mais especial ( e não replicada infinitamente ) e ao mesmo tempo estão a dar uma segunda vida a uma peça já existente. 

 

3 - Optar por tecidos orgânicos. 

 

Muitas vezes temos essas preocupações com os mais pequeninos - e escolhemos os tecidos mais delicados e menos nocivos para os bebés e... ignoramos essa premissa para nós. A qualidade dos tecidos que escolhemos afecta não só a nossa pele como a industria. 

 

2 - Verificar a origem das peças. 

 

Uma peça fabricada em Portugal tem necessariamente menos impacto ecológico do que uma fabricada do outro lado do mundo. É verdade... raramente pensamos no processo de transporte e distribuição mas ele existe... e tem impacto! Consumir produtos Made In Portugal são uma forma de apoiarmos a nossa economia e reduzir automaticamente a pegada ecológica. E temos coisas tão bonitas! 

 

1 - Ter um consumo consciente. 

 

Comprar menos peças e investir em peças de maior qualidade. Podemos gastar o mesmo dinheiro, é um facto, mas a durabilidade das peças e a forma como a limpeza no armário fará tudo fluir naturalmente é um valor acrescido. Este comportamento de consumo requer alguma maturidade e distanciamento ( já que estamos sempre a ser influenciados no sentido de ter mais uma peça, um padrão ou aquele corte diferente ) mas só testando esta opção é que efectivamente se compreendem os resultados. E ... menos compras... resultam numa industria de produção mais controlada. 

17
Set18

A Balança Pode Ser Uma Inimiga?

Ana Gomes

 

4beeb2dafab43ecbeece833eba9028f5.jpg

 

 

 

As instastories permitem-nos ter uma percepção um pouco mais "privada" da vida das pessoas. 

Claro que de uma forma totalmente controlada - e diria até manipulada - por quem dá a cara. 

Mas juro que esse não é o tema do post de hoje, serve apenas como uma ponte para aquilo que gostaria de partilhar convosco hoje. 

Mas cada vez mais as questões do peso e do objectivo "final" é partilhado nestas redes, e com alta exploração na parte dos instastories - já que são uma forma de falar sobre o assunto sem cansar o feed do instagram. Been there... doing that! Acho super motivador para quem partilha, já que assume uma espécie de compromisso publico - não essencial... mas confesso que pode ter resultados interessantes - e por outro lado pode ser inspirador. Já perdi a conta à quantidade de vezes que fui contagiada pela perseverança de outras pessoas. Isso faz se mim uma pessoa influenciável? Talvez.. mas se for influenciada pelas coisas certas... tanto melhor! 

 

Enfim... acho que já me começo a desviar ligeiramente do propósito. Que na realidade era... falar de balanças, imaginem só! Custa-me - quase literalmente - ver que muita gente está fixada nos dígitos ( e nem sempre são os que caem na conta ao final do mês ). Interessa-lhes imenso o que pesam e raramente conseguem desfocar daquele resultado na balança. Tenho uma amiga que se pesa sempre que pode ( o que significa que se pesa várias vezes durante o dia ) e distribui o seu ânimo de acordo com o resultado - o que para mim é complexo e sinal de um distúrbio. Lamentavelmente não é tão raro assim. Aliás... regra geral os objectivos são estabelecidos pela meta de um determinado peso. 

E os meios? Raramente pensamos muito nisso. Caímos na rede dos produtos ultra-processados que nos prometem imensa saciedade e zero "cenas". Zero gorduras, Zero Açucares, quase Zero Calorias e.... ZERO, ZERINHO nutrientes interessantes. O destino final ( e agora vamos todas bater na madeira ) são problemas complexos, do foro mental... para não falar da imensa propensão para outro tipo de carências. " Honey... prefiro isso a pesar 70 kg. " Ok... eu sou obrigada a aceitar o argumento. 

 

A outra questão - a meu ver - associada à balanças e ao tal digito, prende-se com atitudes radicais ( e tiro o meu chapéu a quem é capaz de cometer os maiores compromissos alimentares e físicos ) e exigem uma rigidez e uma alteração GIGANTE nos hábitos. Atenção.... há situações em que isto é necessário e recomendado. Especialmente se falamos de pessoas com problemas de obesidade ou doenças crónicas. Nestes casos ( e em pouco mais do que estes ) reconheço a necessidade do radicalismos e na primeira situação ( obesidade ) até entenderei o recurso à balança. Mas em poucas mais situações do que estas. Até porque quando alteramos radicalmente o nosso estilo de vida com um propósito do género " perder 5kg ", o mais natural é que atingido o objectivo se alcance aquele período de compensação ( parece-vos familiar? ) e o que é que o nosso corpo faz? guarda tudo... não vá ser privado daquilo de que gosta.... 

 

Este texto - para quem o ler na diagonal - pode sugerir que acho que as pessoas não devem alterar os seus hábitos, ou que não devem tentar gerir o seu peso ( para cima ou para baixo ) mas não pode estar mais longe da verdade. A única bandeira vermelha que levanto prende-se com radicalismos, com a ansiedade que uma balança pode trazer e com os meios que usamos para atingir fins. Será sempre mais interessante ter como meta um corpo saudável, que pode - por exemplo - caber na nossa peça de roupa preferida, que nos permita lambuzar-nos uma vez por outra - sem culpa - e descobrir novos alimentos, receitas e práticas que nos façam chegar ao nosso objectivo e fazê-lo permanentemente, respeitando o nosso corpo. E sim... andamos tão desviados de estilos de vida REALMENTE saudáveis que o mais provável é termos de passar por uma fase radical. Mas que seja consciente e com base em alimentos realmente interessantes... e com a finalidade de nos sentirmos melhor e não necessariamente mais leves para a balança. 

 

 

E por favor! Há coisas que são muito pouco sãs. Como ser um exemplo para centenas de pessoas e ter uma relação doente com o corpo - que no final do dia só irá despoletar ainda mais problemas em quem vos tem como exemplo. 

 

 

14
Set18

Wanderlust 108 - O Triatlo Mais Bonito do Mundo.

Ana Gomes

 

668049BE-0F5E-4DBC-832B-1D6AC3947E5A.png

 

 

Pelo segundo ano consecutivo o triatlo mais bonito do mundo chega a Portugal.

E... pelo segundo ano consecutivo tenho a honra de ser uma das embaixadoras ADIDAS deste evento que combina caminhada ( ou corrida ), yoga e meditação. Mas isto... é só a forma simples de ver as coisas, já que durante um dia inteiro ( e será já no próximo dia 30 ) podemos aprender a explorar tantas outras coisas que vão desde a alimentação à mudança de hábitos. 

Há palestras, workshops, demonstrações, apresentação de produtos e acima de tudo uma energia com uma vibração espectacular. Quem lá esteve o ano passado pode compreender aquilo que quero dizer! E acredito que este ano seja ainda melhor. A localização é perfeita: fica ali mesmo juntinho ao rio, nos jardins da Fundação EDP ( a melhor referência é o MAAT ). 

 

Quem me acompanha pelas redes sociais saberá que não tem sido um ano de muita prática de yoga ( apesar deste ser, na minha opinião, uma das melhores coisas que se pode fazer na vida ) mas isso não é impedimento para fazer parte do triatlo. E correr? Correr é que não é mesmo comigo! Mas o que importa absorver é que este dia não é uma competição ou um momento em que comparamos o nosso desempenho com a restante "equipa". Nada disso! Vão perceber que é - acima de tudo - um momento de partilha, em que as boas práticas são celebradas e ganham ainda mais força por serem feitas em conjunto. Acho que este evento é uma óptima porta de entrada para quem procura um estilo de vida mais ajustado às realidades de hoje em dia que nos forçam a viver a mil sem viver grande coisa na realidade. Compreendem a ideia? 

 

Podem consultar todas as informações em detalhe no site do Wanderlust 108. Espero por vocês dia 30:) 

 

Para além disso a Adidas lançou uma linha com peças dedicadas ao evento. São muito práticas ( e muito bonitas ). Podem explorar a colecção neste link. 

 

 

 

 

Pág. 1/2

PUB

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Playlist Spotify

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D