Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Melhor Amiga da Barbie

Planos Para o Fim-De-Semana?

06.07.18 | Ana Gomes

 

b56bbf_5458e1b3256d4ac581d2b7460ca38f76~mv2.jpg

 

 

 

Sexta-Feira chegou com um sol lindo, lindo, lindo! 

 

Acordei antes do despertador - adoro esta sensação - e depois de preparar o meu pequeno-almoço ( 1 batido com : 1 banana da madeira + leite de amêndoa sem açucar e 1 colher de sopa de Super Green Protein da Iswari ) segui para o treino. Ah... antes disto ainda bebi o meu shot matinal de erva trigo e bebi um café com canela - acho que já não funciono sem estas duas coisas. 

 

Os treinos de Terça e Sexta são sempre mais animados porque treino ao ar livre com a minha super Mafalda Antunes. Hoje decidi aproveitar um voucher que me tinham dado para tratamentos na Improve e gostei bastante! Fiz uma sessão de Venus Legacy seguida de pressoterapia ( e ainda consegui responder a uns emails enquanto relaxava eheheh ). 

 

Agora estou a acabar de fazer as malas porque vamos de fim-de-semana! :) Alguém mais por aí que seja um pouco... exagerado na hora de colocar as coisas na mala? Para mim é tudo básico e simples... mas para a Vitória acabo sempre por levar imensas coisas. E... comida. Levo SEMPRE comida atrás.  Desta vez decidimos aproveitar a campanha da Goodlife de cashback que dá um belo desconto nas estadias. Para além disso podem usar o código BARBIECASHBACK e recebem 5€ de volta em compras superiores a 49€, sendo que a campanha termina dia 11 de Julho. Escolhemos a Herdade da Sanguinheira, adoro o Alentejo, há uns 3 ou 4  anos que não vou para esta zona e esta piscina convenceu-nos ahaha. 

 

E os vossos planos para o fim-de-semana de sol? :) 

Rubrica RFM - Top 5 - Tendências Para Festivais.

05.07.18 | Ana Gomes

Este fim-de-semana acontece um dos maiores festivais de Verão com assinatura RFM! 

 

O RFM SOMNII está no roteiro dos festivaleiros e por isso não podíamos deixar passar a oportunidade de partilhar aqui as principais tendências de estilo e beleza para os festivais! 

346a2495168faefbc6289c407505e085.jpg

 

 

 

 5 - Bolsas de Cintura. 

 

Já aqui falámos delas como uma das tendências de acessórios deste ano mas é sem dúvida nos festivais de Verão que têm a maior chance de brilhar. Fiz o "test-drive" no Rock In Rio e posso-vos garantir que é mesmo prática. Levamos só o essencial - já que não têm muito espaço - e está tudo ali bem acessível sem pesar. 

 

 

4 - Impermeáveis. 

 

Portugal era daqueles sítios onde as capas de chuva em festivais de Verão não faziam grande sentido. Este ano são uma tendência adaptadas a uma necessidade! Mas a verdade é que existem modelos bem giros. 

 

3 - Peças em Crochet. 

 

Desde calças, a tops ou a simples acessórios. O crochet ( num contexto quase hippie chic ) é uma óptima aposta para peças de roupa! :) 

 

2 - Penteados. 

 

Arriscar num penteado diferente - desde cabelos coloridos às famosas tranças laterais! Este tipo de momentos são perfeitos para podermos extravasar um pouco e fazer escolhas que não fazem sentido no nosso dia-a-dia. Arrisquem :) 

 

 

1 - Glitter, glitter, glitter. 

 

Nas maquilhagens, nos acessórios... enfim! Um pouco por toda a parte. Os brilhos são A tendência e já nos cruzámos com looks bem giros - e outrora "exagerados" - com glitters. 

 

4d90409ee8e980d79b5f1daca7720dcf.jpg

 

75fccc35b28e73eed0899e27ada49c1d.jpg

 

610cef1902ef7b7d986c1ea3b03e580e.jpg

 

b735db6831b8847e7474fa1388c399e0.jpg

 

cb6ba508c5c98d601c6d1ad34a177e4a.jpg

 

Pequenas Conquistas no Mundo da Cozinha.

04.07.18 | Ana Gomes

A mudança de casa e a Vitória ter começado a diversificação alimentar foi a "desculpa" perfeita para me dedicar mais à cozinha.

 

Afinal de contas sempre adorei cozinhar, experimentar novas receitas e testar combinações diferentes. Parte das minhas memórias de criança passam pela bancada de casa dos meus pais, pelo olhar supervisor da minha mãe e pela paciência infinita da sua madrinha. A madrinha da minha mãe era alentejana e tinha sido cozinheira numa casa de fados em Lisboa... se vocês soubessem a sabedoria que existia naquela mulher. Ela sabia cozinhar tudo... eu deliciava-me - literalmente - com as coisas que fazia. Fui enganada durante ANOS quando me diziam que não podia ser eu a juntar as claras em castelo às massas dos bolos porque ficava mesmo difícil e duro e era complicado para uma criança. Mal eu sabia que havia muita ciência na forma como se envolvem - sem quebrar - as claras batidas em castelo ao resto da massa do bolo. 

 

Quando aprendi a ler comecei a devorar tudo e mais alguma coisa que dissesse "receitas". E passei a transcrever todas as que tinham natas e leite condensado como ingredientes principais - claramente percorri um longo caminho até chegar a este momento em que não aprecio nem uma coisa... nem outra! - adorava fazer doces ( e fazia-os bem ) e achava que souflé de pescada era o melhor prato do mundo. 

Pouco tempo depois começou a minha aventura no mundo vegetariano e íamos testando receitas. Sem acesso à internet e sem a massificação de informação que temos hoje em dia não era simples! Até porque a roda dos alimentos não ajudava propriamente a avançar sem medos... A minha mãe lá se esforçava e eu ia rasgando receitas de revistas para depois experimentar. Hoje entendo que essas receitas eram basicamente : coloca soja onde antes colocavas carne... e ... aproveita essa textura esponjosa com um molho que te faz pensar "quem me dera que isto fosse outra coisa". Mas... sobrevivi! A já citada madrinha da minha mãe achava que eu comia fiambre às escondidas... e vinha atrás de mim tipo sombra para tentar perceber se eu comia ou não. Não comia. Não voltei a comer desde que tomei a decisão de não comer carne. 

 

Os anos passaram mesmo muito rápido e em Lisboa os tempos de faculdade foram feitos à base do desenrascanço e de muito muesli com iogurte e fruta. Os jantares dos amigos já se sabe : "massa com qualquer coisa e está óptimo que eu só vim aqui beber álcool de má qualidade." Depois comecei a trabalhar e a coisa não melhorou... apesar de levar quase sempre marmita para o trabalho, sopa e uma salada com alguma coisa eram o suficiente. 

 

Está claro que a informação, a curiosidade e depois uma criança que adora comer me fizeram voltar a cozinhar. E a confirmar aquilo em que sempre acreditei! A cozinha é a nossa maior farmácia. Os alimentos são o nosso combustível! 

Quando vim para a casa nova decidi que sempre que possível iria investir em mais coisas que fizessem sentido e que me fizessem gostar ainda mais desse espaço onde passo tanto tempo! Não sei se sabem mas decidi deixar a minha cozinha aberta para a sala para podermos comunicar sempre que estamos em casa. 

Têm sido investimentos pontuais mas... muito satisfatórios. E agora posso finalmente dizer que tenho esta lindeza no meu balcão, o robot de cozinha da SMEG na versão pink! Em caso de dúvidas técnicas podem sempre consultar o site. Mas penso nela como uma aliada perfeita para massas de bolos, pão, gelados e até massas mesmo! Tem um acessório que nos permite fazer a verdadeira "pasta". Ainda não me aventurei... confesso! Mas mal encontre uma receita que me faça sentir desafiada vou em frente... quem sabe uma pasta al pesto all made by me! 

 

É mesmo bonita, não é? Finalmente é minha!!! 

 

SMEG.JPG

 

smeg2.JPG

 

smeg3.JPG

smeg4.JPG

 

smeg5.JPGsmeg7.JPG

 

 

 

Pág. 3/3