Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Melhor Amiga da Barbie

Editorial Glamour Mexico 2017

11.11.17 | Ana Gomes

Kate-Bosworth-Photoshoot02.jpg

 

Adoro ver revistas porque sempre gostei de sonhar com os editoriais. Ou seja : ver aquelas fotos e inspirar-me ( em resumo é isso ). Regra geral as composições são uma hiperbole ou uma construcção fantasiosa por cima de uma tendência e eu adoro essa liberdade criativa que a roupa permite. 

Este editorial da Glamour México ( Dezembro 2017 ) não é disso um bom exemplo. Ou seja : é um exemplo de um editorial que adoro, que acho extremamente inspirador mas "certinho" e sem devaneios. Acho de um bom gosto notável : adoro cabelo simples, maquilhagem perfeita que podia usar amanhã para ir a um brunch com as minhas amigas e as peças... que usava tal e qual. 

 

Kate-Bosworth-Photoshoot03.jpg

 

Kate-Bosworth-Photoshoot05.jpg

 

Kate-Bosworth-Photoshoot06.jpg

 

Rubrica RFM - Top 5 - Dicas Para Procurar Animais Desaparecidos.

09.11.17 | Ana Gomes

01abf52a1575635ba84ff158467c3633.jpg

 

Depois dos acontecimentos chatos desta semana - o Vulcão ( meu cãozito ) ter desaparecido. Recebi várias dicas que acho que devem ser partilhadas! Na verdade desejo que ninguém tenha de passar por uma situação destas mas... os azares acontecem e hoje partilha convosco um TOP 5 de dicas que considero preciosas.

Ah.. o Vulcão apareceu graças a uma pessoa muito querida que parou no Eixo Norte Sul para o apanhar ;) 

 

- Fazer um Cartaz e Espalhá-lo por todo o lado.

Facebook, Instagram... todas as redes sociais de que se lembrem. Mas essencialmente imprimir e concentrar vários na área em que tiver desaparecido. Os cafés ou principais pontos de passagem são fulcrais para iniciar o falatório. Ofereçam uma recompensa : por vezes é uma forma fácil de chamar a atenção de completos desconhecidos.

 

- Dar Várias Voltas Na Zona do Desaparecimento e Falar Com TODA a Gente.

Mostrar a foto do patudo, perguntar se alguém o viu, seguir pistas, perguntar e lançar o alerta chamando a atenção para a imagem do animal.

 

- Alertar os Veterinários e ligar para o Canil da Zona.

Existe um sistema que liga todos os veterinários e onde se pode inserir o alerta do desaparecimento. Por outro lado não descartem a opção dos canis. Liguem de imediato e façam chegar uma foto o mais depressa possível. Depois façam visitas regulares. Infelizmente entram cães com muita regularidade e é importante não desistir.

 

- Organizar Grupos de Buscas.

Com amigos, voluntários, pessoas que costumam passear animais na mesma zona. Se todos caminharem em várias direcções e com um propósito comum as probabilidades de cobrirem a zona devidamente é maior. 

 

- Regressar Várias Vezes Ao Local De Desaparecimento. 

Muitas vezes os nosso pequenos conseguem encontrar o caminho de volta. Deixem alguns objectos vossos (roupa ou mesmo a caminha dele ) na zona onde desapareceu para que sejam atraídos pelo odor. 

 

 

É muito importante que os vossos animais de estimação tenham chip! Desta forma se alguém o apanhar e for com ele ao veterinário saberão rapidamente que ele foi apanhado! No nosso caso foi isso que aconteceu!

 

<3 

 

 

 

 

Room Decor - ZARA HOME.

09.11.17 | Ana Gomes

ZARA_HOME_AW17_TAILORED SOPHISTICATION 1.jpg

Como é a decoração do vosso quarto?

No meu caso... wrong wrong wrong! 

A verdade é que passo lá pouquissimo tempo. Ainda assim tentei que ficasse o mais simples e acolhedor possível, a nossa cama tem uma cabeceira confortável, não é muito alta e é bem larguinha, comprei as capas de edredon com carinho e escolhi lençois bem branquinhos. Mas... lá fica sempre aquela peça de roupa por arrumar, alguma coisa desalinhada... não está péssimo, mas podia estar melhor. 

Acho sinceramente que o espaço onde descansamos devia mesmooooo ser cuidado. Existem diversas ideias fundamentadas sobre cores a usar ou evitar, peças fulcrais e a sua localização e por aí fora. 

E na verdade até acredito muito nisso ( tanto que por ter o roupeiro no quarto virado para a cama, acabei por não ter nenhuma porta/espelho ). 

Mas adiante... a Zara Home é um daqueles sitios onde entramos e saímos a querer quase tudo e estas ideias de decor para quartos não são excepção: 

ZARA_HOME_AW17_THE FALL BEDROOMS 8.jpg

 

ZARA_HOME_AW17_THE FALL BEDROOMS 3.jpg

 

ZARA_HOME_AW17_THE FALL BEDROOMS 1.jpg

 

 

 

ZARA_HOME_AW17_TAILORED SOPHISTICATION 2.jpg

 

ZARA_HOME_AW17_TAILORED SOPHISTICATION 7.jpg

 

ZARA_HOME_AW17_TAILORED SOPHISTICATION 8.jpg

 

ZARA_HOME_AW17_TAILORED SOPHISTICATION 9.jpg

 

Obrigada!

08.11.17 | Ana Gomes

 

364c2d94e2a097e41da9f9052fde6b5f.jpg

 

 

Uma actualização rápida porque basicamente... é mesmo importante agradecer! 

 

O Vulcão já está em casa connosco desde ontem à noite e foi um alivio muito grande quando percebemos que era mesmo ele. 

Sim.. porque quando o telefone tocou a dizer que o tinham encontrado eu achei que era só mais uma falsa esperança ( tínhamos passado atrás de uma pista que tinha tudo para dar certo... e afinal era só outro bulldogue lindão que estava de férias em casa de outra pessoa... e depois de várias horas a tentar chegar a essa pessoa que tinha sido vista a passear o "vulcão" ... perceber que não era ele foi um gigante balde de gelo ). 

 

 

O Vulcão foi apanhado no eixo norte sul - perto do túnel da Ameixoeira - e foi um milagre não ter sido atropelado. Agradeço imenso à Rita - um verdadeiro anjo - que contra tudo o que faria sentido se atravessou na estrada para o apanhar. 

Ele ficou mesmo feliz quando nos viu... e louco quando viu o Edgar ( responsável pela criação dele ). Fiquei muito emocionada com isto tudo mas também com a reacção dele quando viu o Edgar. Muitas vezes não sabemos até que ponto existe afecto e relação com os animais por parte dos criadoes ( e eu sou uma grande critica ... ) mas não pude deixar de me emocionar com isso. Ao principio foi tudo muito confuso e quando já estávamos finalmente em casa percebemos a loucura que foi quando a Vitória percebeu que ele estava em casa. Dava guinchinhos, ficava toda direita na espreguiçadeira a tentar agarrá-lo.... enfim uma doideira! Como deixei as portas todas abertas para ele ( como prometido ) ele acabou por dormir por baixo do berço dela. Mas... não se emocionem. Quando ela acordou a chorar para o biberon da noite o menino ficou a dormir na mesma ahahah. 

 

Entretanto acabei por tirar parte do dia para ficar com ele em casa e para tentar descansar ( foram 2 dias super desgastantes ). E por cá temos estado no nosso miminho. 

 

Gostava de agradecer sinceramente todo o apoio, todas as mensagens, as partilhas e a forma massiva como a nossa história chegou a tanta gente. No nosso caso o Vulcão apareceu ( há quem diga que o viu na Alta de Lisboa com umas pessoas e que terão sido elas a deixá-lo na autoestrada talvez assustadas com todo o alarido à volta da questão ), mas .... não há provas e a única coisa que me importa é que ele voltou para nós e está fisicamente bem. O que lhe vai na cabeça... não sei! Mas queremos que o nosso mimo e disponibilidade para ele neste primeiros tempos o ajudem a recuperar do susto. 

 

Ah... e eu sei que o mal é meu que humanizo os animais. Mas... sou assim e tenho de viver comigo :) 

 

Obrigada a todos os amigos, conhecidos e desconhecidos. A todas as agências e profissionais com quem trabalho que fizeram questão de dar uma força e difundir nos seus meios! Pode ser que a nossa história sirva para dar esperança a alguém, a alertar para como é importante manter os animais perto das familias e como todos merecem amor e carinho. E sim : ter um chip é fundamental! Foi assim que o Veterinário encontrou o contacto do criador do Vulcão. 

 

Amem os vossos patudos! <3 

Meu querido Vulcão

07.11.17 | Ana Gomes

Meu Pequenino, 

 

Ainda deves ter ouvido algumas conversas chatas. Quando soube que vinhas para nossa casa fiquei muito zangada. Mesmo zangada. O problema é que eu sei como sou: sei que te iria amar incondicionalmente e não me sentia preparada para te receber. E achava - e sei - que a casa onde viveste connosco ao principio era tudo menos ideal. Mas nunca te importaste grande coisa com isso. Menos com as escadas : caramba… como odiavas aquelas escadas. 

 

Lá fomos aprendendo a viver em comunidade e acho que foste um bom estágio para receber a tua mana: noites sem dormir, uma preocupação constante e muitaaaaa asneirada pelo meio. Talvez não saibas, mas quando fui internada no hospital sofri muito. Porque de repente tinhas de ir para outra casa e dava tudo para que me pudesses visitar no hospital. Sei que também ias gostar de ter lá estado. 

Foste para casa dos meus pais e fizeste duas amigas para a vida : a Pipas e a Ginja. E acho que só elas sabem o nosso segredo. Quando estava de castigo em casa, de repouso absoluto, às vezes punha uma manta na cama e ajudava-te a subir. E lá ficava eu contigo ao meu lado encostado à minha barriga, os dois em silêncio, prontos para te por no chão se sentíssemos alguém a chegar. Foste um companheiro e pêras! Sempre, sempre, sempre, sempre ao meu lado. E demonstraste uma capacidade de adaptação acima da média. Todos diziam que cães como tu não eram de estar na rua, que tu querias era casa… perdemos a conta à quantidade de vezes que fomos dar contigo no jardim escondido nos arbustos. Também por isso tememos o teu regresso à cidade! Já tínhamos uma casa nova mas… mesmo assim sem um jardim e sem as tuas amigas de que tanto gostas. Ou pensas que não sei que foges para o tapete peludo do meu quarto e te enroscas todo como se fosse a Ginja?

Sabes meu bebé… quando o telefone tocou e me disseram que tinhas desaparecido não queria acreditar. Achei que ia ser uma questão de minutos. Meti-me no carro com a certeza que me iam ligar a meio do caminho a dizer que já ali estavas. Que tinhas ido só à procura de um jardim ou de um sitio para te esconderes. E quando o sol começou a desaparecer no céu gelei com a ideia de te ver gelado, desorientado e desamparado. 

Até compreendo aquelas pessoas que ridicularizam esta dor. Mas não sei bem se têm sorte ou azar por nunca terem sentido um amor destes. 

Passei a noite passada acordada, a pensar em como amava poder pegar-te ao colo e ficar contigo em cima da cama em silêncio para te meter no chão mal ouvisse alguém chegar. Não consigo fazer grande coisa… nem me apetece falar com ninguém. A tua mana tem sido muito paciente. Mas aposto que a vi à tua procura ontem quando chegámos a casa. A mim também me custa muito. E ainda não consigo disfarçar. Tenho mudado a água - como fazia todos os dias - na esperança que voltes e que ela esteja fresca. Espero que quem te encontre perceba que gostas de ser aconchegado à noite. Que saiba que gostas que te entalemos a mantinha na cama e que dás sempre uma lambidela de boa noite ou esticas a patinha num carinho delicado. 

Espero que quem te encontre seja paciente e doce. Carinhoso e bem intencionado.

O que mais espero é que quem te encontre te entregue num veterinário, nos ligue ou tente saber onde pertences. 

 

Porque meu pequenino. É aqui que tu pertences e não consigo imaginar o sofrimento em que estás. Espero que andes distraído, que até estejas feliz - apesar de confuso - mas vem ser feliz connosco meu patudo. Anda… que não sei bem como se faz agora para viver sem saber onde estás.

Espero - do fundo do meu coração apertado - que nunca te esqueças de nós e que tenhas sido feliz. Eu apostava que sim.<

A0F084D0-5304-493D-9CFE-C45530F4BA54.jpeg

 

/p>

O Vulcão desapareceu dia 6 de Novembro pelas 10.30 na Charneca do Lumiar.

 

EDIT : E apareceu dia 7 à noite no Eixo Norte Sul. 

HYGGE - Primark Home.

06.11.17 | Ana Gomes

 

Primark Hygge candles.jpgPrimark Hygge Bathroom shower curtain, E7 $8, bin

 

 

 

Primark Hygge cushions.jpg

 

Primark Hygge Flatlay Kitchen cutlery, E6 $7, platPrimark Hygge Hibernate cushion, E6 $7, throw, E10

 

 

Espero que ainda não estejam saturados dos meus posts de decoração. Na realidade há inspiração a cada esquina e gosto de ir partilhando estas ideias. Conhecem o conceito Hygge? Por esta altura já se ouviu falar bastante deste modo de estar na vida tão típico dos países nórdicos. A ideia é criar uma atmosfera confortável, onde o calor e a paz imperam. As velas - por exemplo - são dos principais elementos deste tipo de decoração. De resto as mantas, os tons neutros, os tecidos confortáveis são outros pontos a ter em conta. 

Esta colecção tem peças para praticamente todas as divisões da casa, sendo que os pratos e canecas são lindos de morrer ( já trouxe duas... eheheh ).  Todas estas sugestões estão disponíveis na Primark Home. 

 

 

 

Kimball-4469201-tea pot grey, grade ROIUSA ALL, wk

Kimball-Missing-4PK Cutlery RoseGold, IB TOP-MID Fkimball-9611601-shaggy faux fur throw cream, grade

 

Kimball-missing-larger faux plant marble pot, grad

 

 

Its E4.00.jpg

 

Kimball-4603 - E8.jpg

 

Kimball-31526 E3.50.jpg

kimball-0950001-copper storage pot, grade ROIUSA A

kimball-3175601-heart mug white, grade missing, WK

Kimball-3176605-E3.jpg

kimball-3495503-shaggy fur cushion cream, grade mi

  1. Kimball-4981201-COCKTAIL SHAKER, GRADE TOP ONLY,Wk

kimball-5117801-furry cushion star grey, grade mis

Kimball-7199901-small plant marble pot, grade miss