Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Melhor Amiga da Barbie

Massagens

02.07.12 | Ana Gomes
Não sei como descrever esta situação sem parecer uma pessoa com uma mente pervertida.

Hoje de manhã quando fazia o meu exercício matinal :
- Alongamento do braço direito até à mesa de cabeceira.
- Elevação do telemóvel.
- Flexão do braço até colar o telemóvel à cara.
-Pressionar o polegar de encontro à caixa de e-mails no visor ....

Deparo-me com um e-mail....  especialmente... espectacular?!

Bom... eu a princesa dos adjectivos não sei como adjectivar nem a minha reacção, nem o e-mail em si.

Basicamente o conteúdo do dito era uma proposta de envio de um "massajador" sobre o qual deveria, caso estivesse interessada, escrever um review e partilhar convosco.
Até aqui tudo bem...
Massagens é óptimo, no conforto do lar ainda melhor. Porque não?!



Quando faço a descarga das imagens... e bocejo enquanto me espreguiço na cama, dou um saltinho no ar... é que o massajador era... o que estão a pensar.
Bom talvez não seja o que estão a pensar, e nesse caso eu esclareço... todo o objecto tinha não só dimensões extraordinárias ( ou mesmo ordinaronas ) como uma forma fálica pouco comum para aquela que imaginei ser a máquina de massagens do séc. XXI.

Perdi a oportunidade de ter uma peça de design em casa ( parece que ganhou uns prémios ), e ganhei a capacidade de perceber que talvez ande a soar um bocadinho desesperada? Frustrada?
É isso?
Estou com ar de quem precisa de uma ajudinha que por este andar acabo solteira, tia e cheia de bichos?
Que não arranjo ninguém para me fazer umas massagens?

Pelo sim pelo não já marquei uma massagem no sitio do costume, e é num SPA não venham daí confusões.




8 comentários

Comentar post