Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Melhor Amiga da Barbie

A perfeição até pode existir...

25.06.12 | Ana Gomes


Por sistema não como bolos.
Adoro doces, mas não como um chocolate inteiro, nem um bolo... quando chega a parte das sobremesas prefiro sempre " um pijaminha " que é como quem diz um bocadinho de cada uma das coisas que está na lista, porque uma inteira vou enjoar ao mesmo tempo que vou querer provar o resto do menu e pensar que seria "muitoooo melhor" do que aquilo que acabei por escolher.

Vivi com uma pessoa para quem bolos era o "prato do dia".
Perante a sua extrema adoração por palmiers recheados... esse engodo cheio de açúcar manteiga e doce de ovos, coberto por outra camada de açúcar e manteiga saí-me com a pérola " isso para ser perfeito tinha que ser coberto de chocolate.".
Ele riu-se e disse " para comeres o chocolate não é? Já que eu não gosto e tu não consegues comer o doce de ovos...".
Eu justificava " Era a perfeição do bolo... a única forma de o podermos partilhar... já que gostas tanto dele e assim para mim não dá."

Passou mais de um ano sobre esta minha gulosa nota.

E hoje recebo uma mensagem " podes descer um minuto ? ". E pude.
Há minha espera estava, 500 km depois, um palmier recheado e coberto de chocolate.

E eu a perceber que a perfeição é sempre relativo a um ponto da nossa vida. Afinal a "perfeição" existe.

Mas já não é a minha perfeição.

E só me apeteceu transformar-me em caramelo e derreter como o açúcar, para depois evaporar.