Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Melhor Amiga da Barbie

...

28.10.14 | Ana Gomes

Não vale muito a pena fingir que está tudo bem.

 

Não está. Não estou. 

E por muito que uma pessoa bata com a cabeça nas paredes dói na mesma. Dói sempre. 

As dores recorrentes só me ensinaram uma coisa : por muito que custe não vale a pena inutilizar tudo. Mais vale agarrar no resto das coisas boas e não as deixar ir.  Segurar aquilo que ainda é do nosso controle. 

É isso que tenho tentado fazer. Custa mais... ou custa menos. Ou não custa nada. Depende... há sempre um momento ou outro que acho que não vou conseguir fazer, que o meu coração vai explodir que o meu peito não vai parar de doer. Respiro fundo. 

 

Voltei a sentir coisas que achava que estavam curadas, ultrapassadas. Tento não me revoltar. A revolta não vai melhorar nada. Passei para a fase seguinte : admitir. Admito que estou triste, admito que estou em baixo, admito que não consigo ou que me custa. 

A vantagem é só uma : não perco tempo a fingir. 

 

imperfections.jpg

 

5 comentários

Comentar post