Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Melhor Amiga da Barbie

20
Set18

Rubrica RFM - TOP 5 - Consumo "Fashion" Ecológico.

Ana Gomes

734bcf34aac6194aad08ca3f2a1f4097.jpg

 

 

 

Felizmente as preocupações ambientais estão na ordem do dia. 

Escrevo felizmente porque acho que quando uma coisa vira tendência mais rapidamente podemos actuar ou tentar mudar o nosso comportamento. Em ultima análise fará com que pensemos - pelo menos em algum momento - nisto. 

O desafio de mudança é gigantesco e na maioria dos casos nem sabemos por onde começar ou o que é - ou não - viável! 

 

Hoje partilho convosco 5 dicas que associam o moda ao consumo sustentável. A ideia é aliar os dois conceitos com o melhor resultados possível : e sim... é possível! 

 

5 - Utilizar patches. 

 

Ai... este conceito tão anos 80/90 que nos fazia ter as mochilas com remendos e não era por só por ser giro. A verdade é que há imensas coisas que podem ser reaproveitadas com a colocação de um patch, ou mesmo... alteradas! Um blusão de ganga não tem de estar estragado para ganhar uma nova vida. Pensem nesta opção como uma forma de terem peças completamente únicas e alteradas em casa - ou numa costureira próxima - e que não implicam ter de comprar uma nova peça de roupa. 

 

4 - Comprar em Lojas Vintage. 

 

Podem-se fazer verdadeiros achados! Este ano as camisas com padrões são uma das grandes tendências e é certo e sabido que as podemos encontrar em lojas vintage. A vantagem "trend" volta a ser a possibilidade de terem uma peça mais especial ( e não replicada infinitamente ) e ao mesmo tempo estão a dar uma segunda vida a uma peça já existente. 

 

3 - Optar por tecidos orgânicos. 

 

Muitas vezes temos essas preocupações com os mais pequeninos - e escolhemos os tecidos mais delicados e menos nocivos para os bebés e... ignoramos essa premissa para nós. A qualidade dos tecidos que escolhemos afecta não só a nossa pele como a industria. 

 

2 - Verificar a origem das peças. 

 

Uma peça fabricada em Portugal tem necessariamente menos impacto ecológico do que uma fabricada do outro lado do mundo. É verdade... raramente pensamos no processo de transporte e distribuição mas ele existe... e tem impacto! Consumir produtos Made In Portugal são uma forma de apoiarmos a nossa economia e reduzir automaticamente a pegada ecológica. E temos coisas tão bonitas! 

 

1 - Ter um consumo consciente. 

 

Comprar menos peças e investir em peças de maior qualidade. Podemos gastar o mesmo dinheiro, é um facto, mas a durabilidade das peças e a forma como a limpeza no armário fará tudo fluir naturalmente é um valor acrescido. Este comportamento de consumo requer alguma maturidade e distanciamento ( já que estamos sempre a ser influenciados no sentido de ter mais uma peça, um padrão ou aquele corte diferente ) mas só testando esta opção é que efectivamente se compreendem os resultados. E ... menos compras... resultam numa industria de produção mais controlada. 

17
Set18

A Balança Pode Ser Uma Inimiga?

Ana Gomes

 

4beeb2dafab43ecbeece833eba9028f5.jpg

 

 

 

As instastories permitem-nos ter uma percepção um pouco mais "privada" da vida das pessoas. 

Claro que de uma forma totalmente controlada - e diria até manipulada - por quem dá a cara. 

Mas juro que esse não é o tema do post de hoje, serve apenas como uma ponte para aquilo que gostaria de partilhar convosco hoje. 

Mas cada vez mais as questões do peso e do objectivo "final" é partilhado nestas redes, e com alta exploração na parte dos instastories - já que são uma forma de falar sobre o assunto sem cansar o feed do instagram. Been there... doing that! Acho super motivador para quem partilha, já que assume uma espécie de compromisso publico - não essencial... mas confesso que pode ter resultados interessantes - e por outro lado pode ser inspirador. Já perdi a conta à quantidade de vezes que fui contagiada pela perseverança de outras pessoas. Isso faz se mim uma pessoa influenciável? Talvez.. mas se for influenciada pelas coisas certas... tanto melhor! 

 

Enfim... acho que já me começo a desviar ligeiramente do propósito. Que na realidade era... falar de balanças, imaginem só! Custa-me - quase literalmente - ver que muita gente está fixada nos dígitos ( e nem sempre são os que caem na conta ao final do mês ). Interessa-lhes imenso o que pesam e raramente conseguem desfocar daquele resultado na balança. Tenho uma amiga que se pesa sempre que pode ( o que significa que se pesa várias vezes durante o dia ) e distribui o seu ânimo de acordo com o resultado - o que para mim é complexo e sinal de um distúrbio. Lamentavelmente não é tão raro assim. Aliás... regra geral os objectivos são estabelecidos pela meta de um determinado peso. 

E os meios? Raramente pensamos muito nisso. Caímos na rede dos produtos ultra-processados que nos prometem imensa saciedade e zero "cenas". Zero gorduras, Zero Açucares, quase Zero Calorias e.... ZERO, ZERINHO nutrientes interessantes. O destino final ( e agora vamos todas bater na madeira ) são problemas complexos, do foro mental... para não falar da imensa propensão para outro tipo de carências. " Honey... prefiro isso a pesar 70 kg. " Ok... eu sou obrigada a aceitar o argumento. 

 

A outra questão - a meu ver - associada à balanças e ao tal digito, prende-se com atitudes radicais ( e tiro o meu chapéu a quem é capaz de cometer os maiores compromissos alimentares e físicos ) e exigem uma rigidez e uma alteração GIGANTE nos hábitos. Atenção.... há situações em que isto é necessário e recomendado. Especialmente se falamos de pessoas com problemas de obesidade ou doenças crónicas. Nestes casos ( e em pouco mais do que estes ) reconheço a necessidade do radicalismos e na primeira situação ( obesidade ) até entenderei o recurso à balança. Mas em poucas mais situações do que estas. Até porque quando alteramos radicalmente o nosso estilo de vida com um propósito do género " perder 5kg ", o mais natural é que atingido o objectivo se alcance aquele período de compensação ( parece-vos familiar? ) e o que é que o nosso corpo faz? guarda tudo... não vá ser privado daquilo de que gosta.... 

 

Este texto - para quem o ler na diagonal - pode sugerir que acho que as pessoas não devem alterar os seus hábitos, ou que não devem tentar gerir o seu peso ( para cima ou para baixo ) mas não pode estar mais longe da verdade. A única bandeira vermelha que levanto prende-se com radicalismos, com a ansiedade que uma balança pode trazer e com os meios que usamos para atingir fins. Será sempre mais interessante ter como meta um corpo saudável, que pode - por exemplo - caber na nossa peça de roupa preferida, que nos permita lambuzar-nos uma vez por outra - sem culpa - e descobrir novos alimentos, receitas e práticas que nos façam chegar ao nosso objectivo e fazê-lo permanentemente, respeitando o nosso corpo. E sim... andamos tão desviados de estilos de vida REALMENTE saudáveis que o mais provável é termos de passar por uma fase radical. Mas que seja consciente e com base em alimentos realmente interessantes... e com a finalidade de nos sentirmos melhor e não necessariamente mais leves para a balança. 

 

 

E por favor! Há coisas que são muito pouco sãs. Como ser um exemplo para centenas de pessoas e ter uma relação doente com o corpo - que no final do dia só irá despoletar ainda mais problemas em quem vos tem como exemplo. 

 

 

14
Set18

Wanderlust 108 - O Triatlo Mais Bonito do Mundo.

Ana Gomes

 

668049BE-0F5E-4DBC-832B-1D6AC3947E5A.png

 

 

Pelo segundo ano consecutivo o triatlo mais bonito do mundo chega a Portugal.

E... pelo segundo ano consecutivo tenho a honra de ser uma das embaixadoras ADIDAS deste evento que combina caminhada ( ou corrida ), yoga e meditação. Mas isto... é só a forma simples de ver as coisas, já que durante um dia inteiro ( e será já no próximo dia 30 ) podemos aprender a explorar tantas outras coisas que vão desde a alimentação à mudança de hábitos. 

Há palestras, workshops, demonstrações, apresentação de produtos e acima de tudo uma energia com uma vibração espectacular. Quem lá esteve o ano passado pode compreender aquilo que quero dizer! E acredito que este ano seja ainda melhor. A localização é perfeita: fica ali mesmo juntinho ao rio, nos jardins da Fundação EDP ( a melhor referência é o MAAT ). 

 

Quem me acompanha pelas redes sociais saberá que não tem sido um ano de muita prática de yoga ( apesar deste ser, na minha opinião, uma das melhores coisas que se pode fazer na vida ) mas isso não é impedimento para fazer parte do triatlo. E correr? Correr é que não é mesmo comigo! Mas o que importa absorver é que este dia não é uma competição ou um momento em que comparamos o nosso desempenho com a restante "equipa". Nada disso! Vão perceber que é - acima de tudo - um momento de partilha, em que as boas práticas são celebradas e ganham ainda mais força por serem feitas em conjunto. Acho que este evento é uma óptima porta de entrada para quem procura um estilo de vida mais ajustado às realidades de hoje em dia que nos forçam a viver a mil sem viver grande coisa na realidade. Compreendem a ideia? 

 

Podem consultar todas as informações em detalhe no site do Wanderlust 108. Espero por vocês dia 30:) 

 

Para além disso a Adidas lançou uma linha com peças dedicadas ao evento. São muito práticas ( e muito bonitas ). Podem explorar a colecção neste link. 

 

 

 

 

13
Set18

Rubrica RFM - TOP 5 - Snacks Saudáveis Para as Lancheiras.

Ana Gomes

Com o regresso dos miúdos à escola ( ou até mesmo dos graúdos ao trabalho ) muitas vezes torna-se difícil saber o que levar para os lanches. Somos bombardeados com informações confusas e balançamos entre rótulos que apelam a qualquer criança.... e aquelas opções que achamos que são as melhores. E a verdade é que em muitos dos casos são precisamente o oposto : aquilo que mais nos chama a atenção... acaba por não ser a melhor escolha.

 

Mas hey! Este conteúdo não é um julgamento! São apenas ideias simples e exequíveis de pequenos snacks que podemos incluir nas lancheiras dos miúdos ( ou até mesmo na nossa marmita ). A ideia é tentar educar o gosto e fazer destas opções alternativas válidas e saborosas que serão rapidamente incorporadas nas vossas dinâmicas familiares. Não se esqueçam que somos seres de hábitos e acima de tudo : aprendemos pelo exemplo! 

Não se esqueçam de incluir sempre água e uma peça de fruta extra que pode ser sempre uma alternativa válida. 

 

 

 

Captura de ecrã 2018-09-12, às 17.06.47.png

 

5 - Maçã Verde Com Manteiga de Frutos Secos. 

 

A ideia é que a maçã já possa ir cortada em fatias ( podem colocar um pouco de sumo de limão para não oxidar ) e juntem uma generosa colher de sopa com manteiga de frutos secos ( amendoim, amêndoa ou caju ). Importa dar uma olhadela no rótulo, nenhuma destas manteigas deverá ter açucares adicionados ou ingredientes desnecessários, podem inclusive ser feitas em casa e para tal basta que se triturem os frutos secos escolhidos até se transformarem numa pasta! Este snack é muito nutritivo e saboroso, o contraste de texturas é divertido e os miúdos adoram! 

 

4 - Muffins de Maçã e Cenoura. 

 

Esta opção não tem glúten nem açucares adicionados e resulta num bolinho bem saboroso! Como também não tem ovos é uma receita super inclusiva que pode ser utilizada até para os mais pequeninos. Podem consultar a receita aqui.  As receitas mais populares de muffins que não levam açucar têm banana - e são DELICIOSOS - mas aqui a ideia era dar também uma alternativa às receitas mais comuns. 

 

3 - Wraps Salgados : 

 

Se o vosso apetite for mais para salgados do que para doces, esta opção é excelente! O recheio fica ao vosso cargo, mas sugiro sempre uma boa proteina e folhas verdes ( não vale colocar molhos do tipo maionese e afins... que estragam todo o propósito ). A massa dos wraps faz-se em poucos minutos e pode ficar colorida se quiserem tornar a experiência mais divertida. Só vão precisar de : 

 

1 ovo, 

2 colheres de tapioca hidratada

Temperos a gosto 

 

Juntar todos os ingredientes e colocar numa frigideira, deverá ficar com o aspecto de um crepe e depois basta cozinhar de ambos os lados ( cerca de 1 minuto ) e rechear a gosto, podem incorporar beterraba cozida ou espinafres cruas na massa e triturar, desta forma ficarão rosa ou verdes! 

 

 

2 - Barritas de Aveia Sementes e Chocolate.  

 

Infelizmente não posso recomendar que generalizem todas as de compra como boas ou más. E por isso - e para simplificar - dou-vos uma ideia de uma receita super fácil e rápida de fazer! 

 

Esta receita é da Joana Limão e ... tem chocolate! Vai de certeza fazer as delicias de todos! 

 

Ingredientes (para 12 a 14 unidades):

— Dez tâmaras sem caroços;

— Um quarto de chávena de mel;
— Um quarto de chávena de água;
— Duas chávenas de flocos de aveia;
— Meia chávena de amêndoas inteiras;
— Meia chávena de sementes de girassol;
— Um quarto de chávena de sementes de abóbora;
— Uma pitada de sal marinho.

Modo de preparação:

Demolhe as tâmaras durante 30 minutos. Pré-aqueça o forno a 170 graus.
 
Num processador de alimentos, triture as tâmaras até formarem uma pasta e, junte o mel e a água. Adicione a aveia, as amêndoas e as sementes, envolva mais um pouco até obter uma mistura homogénea.
 
Espalhe esta mistura numa forma forrada com papel vegetal, espalmando bem para que fique uniforme.
 
Leve ao forno durante 40 minutos, retire da forma e leve novamente ao forno (só com o papel vegetal) por mais 15 minutos ou até a superfície ficar dourada.
 
Deixe arrefecer e, com uma faca de serrilha, corte em forma de barrinhas. Derreta o chocolate e, com a ajuda de um garfo ou de uma colher, salpique, em ziguezague, as barrinhas.

Para as conservar, guarde-as num recipiente hermético.

 

 

 

 

 

 

 

1 - Bolinhas Energéticas: 

 

Aparentam ser brigadeiros e na verdade são uma explosão saudável de energia e sabor! São muito práticas de transportar e têm a vantagem de ser muito saciantes -  e gulosas para os olhos - 

 

A receita que vos sugiro é da Dra. Iara Rodrigues : 

Ingredientes:
  • 1 chávena de bagas a seu gosto (amoras brancas e / ou bagas goji)
  • 1 c. de sopa de sementes de chia
  • 1 c. de sopa de cacau cru
  • 10 tâmaras (sem caroço)
  • 3 c. de sopa de água
 
MODO DE PREPARAÇÃO
  1. Coloque as bagas, as sementes de chia e o cacau cru num processador de alimentos e bata até estar tudo bem envolvido;
  2. Adicione ao preparado anterior as tâmaras e a água e volte a bater;
  3. Com a ajuda de uma colher retire 1 – 2 colheres do preparado final e com as mãos faça bolinhas (como se fossem brigadeiros). Repita o procedimento até terminar a “massa”;
  4. Coloque as raw bites numa caixa e conserve no frigorífico durante, no máximo, uma semana.
 

 

12
Set18

H&M Conscious Exclusive A/W 2018.

Ana Gomes

Estamos prestes a conhecer a nova colecção H&M Conscious Exclusive A/W 2018 , sendo a primeira que é apresentada fora da estação Primavera Verão. Infelizmente só estará disponivel online - apesar de comprar algumas coisas online, gosto sempre de espreitar estas peças em loja, essencialmente porque tenho curiosidade sobre os materiais! Os tecidos são sustentáveis, como a caxemira reciclada, o novo veludo feito de poliéster reciclado, bem como ECONYL® . O veludo - por exemplo - demorou anos a ser desenvolvido! E adoro ver esta postura mais eco-friendly, sobretudo de marcas de fast-fashion que acabam por produzir em escalas avassaladoras. 

 

Deixo-vos uma selecção das minhas peças preferidas: 

 

2108C_02_300dpi_PR.jpg

 

2108C_03_300dpi_PR.jpg

 

2108C_04_300dpi_PR.jpg

 

2108C_11_300dpi_PR.jpg

 

 

2108C_STILLS_04.jpg

2108C_STILLS_08.jpg

2108C_STILLS_13.jpg

2108C_STILLS_14.jpg

2108C_STILLS_23.jpg

 

 

06
Set18

Rubrica RFM - TOP 5 - Dicas Para Cumprir As Resoluções de Setembro.

Ana Gomes

Setembro é por defeito - ou por feitio - uma espécie de Janeiro a meio do ano. Há quem aposte todas as resoluçōes para este mês, há quem faça as grandes mudanças nesta época do ano... e há mesmo quem estabeleça os maiores objectivos para esta fase do ano. E há mal nisso? Nada disso! 

 

É importante - e interessante - que nos passe pela cabeça mudar, alterar hábitos ou construir um estilo de vida mais de acordo com os nossos ideais. O problema? É que muitas vezes rapidamente perdemos a motivação. Hoje vamos partilhar convosco como é que podemos fazer as nossas resoluções valer. 

escrever-livro-noticias.jpg

 

 

5 - Ser Razoável Com as Resoluções. 

 

Coisas muito abrangentes ou complexas poderão não ser a melhor ideia. Claro que não temos de "pensar pequeno"... o que temos é de idealizar cenários possíveis. Por exemplo : se a vossa ideia é perder peso, estabeleçam uma meta razoável até ao grande objectivo. 

 

4 - Estabelecer um Plano. 

 

Idealizar é fácil, mas planear pode ser efectivamente divertido. Ou seja : devemos tentar estabelecer um plano e até estabelecer um horário ( dentro do nosso horário ) para fazer vingar os nossos objectivos. O plano pode ser mais do que encontrar tempo, pode ser : encontrar aliados! Alguém que esteja com os mesmos objectivos e que possa ser um incentivo. 

 

3 - Tentar Ultrapassar as Metas Impostas. 

 

Imaginem que conseguem alcançar uma das coisas a que se propuseram ( por exemplo... correr 5 km dia sim, dia não ) porque não... começar a correr 6? A vantagem de estabelecer mudanças tangíveis pode ser um incentivo para aumentar a parada. 

 

2 - Antecipar Obstáculos. 

 

Provavelmente aquilo que decidiram mudar agora... não é propriamente uma coisa nova de que se lembraram. Muitas vezes já tiveram intenção de mudar este detalhe no passado mas... alguma coisa falhou. E vocês - melhor que ninguém - sabem o que acontecer. Prever e antecipar esses obstáculos ajuda-nos a conseguir contorna-los! Já sabemos porque falhou e já sabemos que temos que "pular" esse motivo de falha. 

 

1 - Criar Recompensas.

 

E ser inteligente a escolher as recompensas. Se planearam um mês sem compras, a ideia não é liberar as compras no mês seguinte... mas, por exemplo, ter a possibilidade de comprar uma peça mais exclusiva. Da mesma forma que se planearam ter uma vida mais saudável, ou até... perder peso, ao cumprir o objectivo... não vale comer um bolo todos os dias ao pequeno-almoço. Bom, vocês entendem a ideia! O ideal é que possam ter recompensas que vos extra motivem! 

 

 

Boa Sorte! :) 

PUB

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Playlist Spotify

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D