Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Melhor Amiga da Barbie

05
Jun17

O Pós-Parto É Diferente Para Todas :

Ana Gomes

IMG_0318.JPG

 

Hoje enquanto folheava umas revistas de "entretém" vi várias fotos da modelo Irinia Shayk com várias "leituras". 

 

Numa mesma foto podia ler-se algo como "Irina Shayk" impecável 2 meses após ter sido mãe" ou "Irina Shayk não esconde a sua nova silhueta ainda não totalmente recuperada depois da maternidade". Deveria ter fotografado para poder citar precisamente o que diziam, mas em todo o caso acreditem em mim, era isto que queriam dizer, e sobre as mesmas fotos! 

 

A pressão que colocamos sobre nós no pós-parto é potenciada também - e muito - por estes títulos. Convenhamos que para sonhar com um pós-parto "à Irina" seria necessário ter tido um pré-parto igualmente "à Irina" se é que me faço entender. 

Por pontos: claro que em situação alguma me veria a desfilar numa passadeira vermelha ( não é o meu perfil, ou tão pouco a minha ambição ) mas precisaria de toda uma máquina incrível para o conseguir fazer neste momento. Estou cansada, tenho olheiras profundas, o meu cabelo passa praticamente 24 horas apanhado num coque mal amanhado mas super prático, as unhas são pintadas numa corridinha antes de precisarem de dar colo, a depilação idem idem aspas aspas e a barriga está só esquisita. Nem me posso queixar muito porque saí da maternidade exactamente igual ao dia em que engravidei. Ok... minto: no dia em que engravidei - que não sei precisar - deveria conseguir andar direita, não tinha a cabeça feita em papa e é quase garantido que não tinha o corpo em retalhos. Mas pesava precisamente o mesmo!

Os dilemas com o corpo existem porque já existiam! Ainda assim sinto-me mais inchada, menos capaz e um tanto ou quanto limitada: antes disto ainda treinava todos os dias e tinha aquela sensação - meio frustrante - de que mesmo que o meu corpo não respondesse eu fazia alguma coisa. 

Para já as actividades físicas estão suspensas, não sinto qualquer efeito "milagroso" à pala da amamentação - mentira.. sinto vontade de comer chocolates e doçarias - e sinto-me sempre tão cansada que tenho a impressão que pouco ou nada posso fazer por mim. E atenção: eu sei que isto passa, eu sei que isto vai melhorar. E se não passar ou melhorar por favor mintam-me e digam-me que sim. Ou não me digam nada! 

E acima de tudo respeitem e acarinhem as recém-mamãs que tenham ao vosso lado: as hormonas são filhas da mãe. E não há nada carinhoso nesta expressão, por muito irónico que seja, atendendo ao contexto.

Não basta todo o aporte emocional que existe nesta fase e lá estamos nós a chorar sem saber porquê, a uma hora qualquer do dia : preferencialmente no banho onde ninguém vê. Confesso que no meu caso, regressar a casa depois de ter ido tirar o penso da cicatriz, e olhar-me no espelho, foi dos momentos mais difíceis que tive nos últimos anos no que diz respeito à minha relação com o meu corpo. E sim... já sei: aquela cicatriz é a marca de um amor ENORME. Mas... deixem-me viver mal com isso, ok? 

 

No babyshower ofereceram-me todo um plano pós-parto - que será feito em Lisboa e quando puder fazer outro tipo de tratamentos - que só não faço aqui porque ainda não os posso fazer. Vou reforçar a sorte que tenho: uma mãe terapeuta e com um óptimo colo que pode segurar a Vitória enquanto me entrego às mãos das meninas que trabalham com ela, isto quando consigo chegar a horas ou todos os astros se alinham para tornar isto possível. Hoje iamos saindo de casa as duas de pijama: eu e a Vi... porque parece que as horas me fogem pelas mãos quando me tento organizar. 

A semana passada fiz uma massagem de relaxamento, com a Rita, e hoje a primeira sessão de drenagem linfática manual - que considero mesmo fulcral até para trabalhar a cicatriz, quem me vai acompanhar nestas sessões será a Marisa que tem experiência neste tipo de tratamentos mais delicados. 

 

Quando a Vitória fizer um mês vou então à consulta com a obstetra e irei perceber quais os próximos passos e o que posso ou não fazer. Até lá... é ter paciência e aceitar que até ao fim da minha vida os meus dias serão dela, mas estes primeiros serão um bocadinho mais intensamente. 

 

 

 

*adoro o facto de ter ido ao google ver como se escrevia o nome da giraça. 

* estou a fazer os tratamentos aqui : Fernanda Gomes Estética e Rituais Spa. 

 

 

 

23
Mar17

#KoreanBeauty Trend.

Ana Gomes

1d8a5f80864b57becf6e3b7db5080f9c.jpg

 

 

 

Quem adora novidades de beleza já reparou que uma das grandes tendências desta estação são os produtos de beleza Coreanos. Afinal de contas as coreanas têm uma pele incrivelmente flawless e é óbvio que se tornam aspiracionais. 

 

Na realidade estes produtos não são uma novidade no nosso mercado, mas finalmente abriram-se as portas para mais marcas, novos conceitos e produtos muito diversificados. 

 

A minha "entrada" neste mundo de beleza oriental deu-se, adivinhem lá..., pelas mãos da minha mãe. Literalmente! Quando me aplicou um BB Cream da Erborian, marca na qual tinha decidido apostar e pouco conhecida - na altura - em Portugal. A temática " BB CREAM " era uma novidade absoluta e na altura as minhas colegas de escritório fartavam-se de perguntar que maquilhagem maravilhosa usava. É óbvio que os elogios nos ajudam a validar as escolhas que fazemos, verdade? Melhor ainda quando podia responder, base? Qual base? Isto é um creme hidratante. 

 

Claro que nunca mais tirei os olhos das marcas e novidades Coreanas que iam chegando a Portugal e fiquei super contente quando percebi que a Tony Molly estaria à venda na Sephora, bem como as famosas esponjas Konjac. Adoro as embalagens e todo o conceito de "fun beauty"... mas isto era claramente um fio de luz para aquilo que aconteceu a seguir. Nos últimos meses as lojas Sephora têm sido palco - ou estante - para imensas marcas que valem a pena conhecer :  Too Cool For School, Skin Food, Caolion e Dr Jart+ .

Tony-Moly-Sephora.jpeg

Mas a onda é de tal forma gigante que há duas semanas fui surpreendida com um corner de beleza Coreana na inauguração da OVS em Portugal! E mesmo tendo um stock de produtos considerável em casa não fui capaz de resistir a umas máscaras faciais em modo "panda". 

 

A particularidade destes rituais de beleza são a utilização de produtos naturais, e têm como função - na generalidade - o tratamento, desintoxicação e hidratação da pele. É comum encontrarmos - por exemplo - máscaras com produtos particulares, como é o caso do ovo, abóbora ou até partículas de ouro :) 

 

Já a Erborian fez recentemente um grande lançamento baseado no famoso desintoxicante "Charcoal" conhecido pelas "Black Masks" de que tanto temos ouvido falar. Tive oportunidade de experimentar a máscara da Erborian em tratamento - no gabinete da minha mãe - e uso o "black soap" para a limpeza diária da pele. ERB_6271.jpg

 

4eb8d23ac00ed4d88111426c55666b6d.jpg

8c06be0c7a748a87c89b6031633f8346.jpg

bfb729c5fc8130ebf773e217f7284097.jpgb7b148d6c072c3d3e2182790ccd147b7.jpg

 

c261f6cfbb025ca6e43a6b200e4ad869.jpg

 

 

E vocês? Já se deixaram contagiar pela #KoreanBeauty ?! 

PUB

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Playlist Spotify

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D