Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Melhor Amiga da Barbie

04
Jul18

Pequenas Conquistas no Mundo da Cozinha.

Ana Gomes

A mudança de casa e a Vitória ter começado a diversificação alimentar foi a "desculpa" perfeita para me dedicar mais à cozinha.

 

Afinal de contas sempre adorei cozinhar, experimentar novas receitas e testar combinações diferentes. Parte das minhas memórias de criança passam pela bancada de casa dos meus pais, pelo olhar supervisor da minha mãe e pela paciência infinita da sua madrinha. A madrinha da minha mãe era alentejana e tinha sido cozinheira numa casa de fados em Lisboa... se vocês soubessem a sabedoria que existia naquela mulher. Ela sabia cozinhar tudo... eu deliciava-me - literalmente - com as coisas que fazia. Fui enganada durante ANOS quando me diziam que não podia ser eu a juntar as claras em castelo às massas dos bolos porque ficava mesmo difícil e duro e era complicado para uma criança. Mal eu sabia que havia muita ciência na forma como se envolvem - sem quebrar - as claras batidas em castelo ao resto da massa do bolo. 

 

Quando aprendi a ler comecei a devorar tudo e mais alguma coisa que dissesse "receitas". E passei a transcrever todas as que tinham natas e leite condensado como ingredientes principais - claramente percorri um longo caminho até chegar a este momento em que não aprecio nem uma coisa... nem outra! - adorava fazer doces ( e fazia-os bem ) e achava que souflé de pescada era o melhor prato do mundo. 

Pouco tempo depois começou a minha aventura no mundo vegetariano e íamos testando receitas. Sem acesso à internet e sem a massificação de informação que temos hoje em dia não era simples! Até porque a roda dos alimentos não ajudava propriamente a avançar sem medos... A minha mãe lá se esforçava e eu ia rasgando receitas de revistas para depois experimentar. Hoje entendo que essas receitas eram basicamente : coloca soja onde antes colocavas carne... e ... aproveita essa textura esponjosa com um molho que te faz pensar "quem me dera que isto fosse outra coisa". Mas... sobrevivi! A já citada madrinha da minha mãe achava que eu comia fiambre às escondidas... e vinha atrás de mim tipo sombra para tentar perceber se eu comia ou não. Não comia. Não voltei a comer desde que tomei a decisão de não comer carne. 

 

Os anos passaram mesmo muito rápido e em Lisboa os tempos de faculdade foram feitos à base do desenrascanço e de muito muesli com iogurte e fruta. Os jantares dos amigos já se sabe : "massa com qualquer coisa e está óptimo que eu só vim aqui beber álcool de má qualidade." Depois comecei a trabalhar e a coisa não melhorou... apesar de levar quase sempre marmita para o trabalho, sopa e uma salada com alguma coisa eram o suficiente. 

 

Está claro que a informação, a curiosidade e depois uma criança que adora comer me fizeram voltar a cozinhar. E a confirmar aquilo em que sempre acreditei! A cozinha é a nossa maior farmácia. Os alimentos são o nosso combustível! 

Quando vim para a casa nova decidi que sempre que possível iria investir em mais coisas que fizessem sentido e que me fizessem gostar ainda mais desse espaço onde passo tanto tempo! Não sei se sabem mas decidi deixar a minha cozinha aberta para a sala para podermos comunicar sempre que estamos em casa. 

Têm sido investimentos pontuais mas... muito satisfatórios. E agora posso finalmente dizer que tenho esta lindeza no meu balcão, o robot de cozinha da SMEG na versão pink! Em caso de dúvidas técnicas podem sempre consultar o site. Mas penso nela como uma aliada perfeita para massas de bolos, pão, gelados e até massas mesmo! Tem um acessório que nos permite fazer a verdadeira "pasta". Ainda não me aventurei... confesso! Mas mal encontre uma receita que me faça sentir desafiada vou em frente... quem sabe uma pasta al pesto all made by me! 

 

É mesmo bonita, não é? Finalmente é minha!!! 

 

SMEG.JPG

 

smeg2.JPG

 

smeg3.JPG

smeg4.JPG

 

smeg5.JPGsmeg7.JPG

 

 

 

01
Mar17

SMEGSPIRATION.

Ana Gomes

 

 

00d4311b2040130f02ed35cb4a612182.jpg

Já escolhi a minha cozinha nova há uns meses. 

Está guardada num ficheiro e espera a altura certa para ser devidamente montada na casa nova. 

Optámos por uma opção em conta e - a meu ver - bonita e simples : sim, escolhi uma cozinha do IKEA. 

Branca e madeira, acabamentos mate, puxadores o menos visíveis possível. O Tiago queria ir para uma cozinha colorida - na raiz - mas lá o convenci de que nos poderíamos fartar rápido e o ideal seria escolher algo sóbrio que pudesse ganhar vida com "detalhes". 

Por exemplo : quero um quadro na cozinha. 

 

Ainda não será desta que terei o meu beloved frigorífico da SMEG, e acabei de "inventar" a palavra Smegspiration - que é a inspiração que esta peça nos pode dar. 

Escolhi uma série de imagens de cozinhas mesmo simples... e que crescem com detalhes. 

 

5ab3a5816191bf6a0e1665b367e81c6a.jpg

 

7db0b28f637103a6ea1f71b2668af194.jpg

 

9ea228f9c8e31c7f545ae0ae5b388b4b.jpg

 

71caa4c646490e32ea0ed9035269582a.jpg

 

3620ce81bffd51c0509c3481cc75d929.jpg

 

310608ff1889a6e66c928b10f80357fd.jpg

 

a88909ce1b3ebe37d3d622fc456ec6a0.jpg

 

e33c61780ee308f52d6b38aedd99a442.jpg

 

fd90050f727e363e73e39decf623efe7.jpg

 

Esquecendo a questão do frigorífico - que como já disse ainda não vai ser desta - talvez possa ter um outro acessório da marca. É carregar nas imagens em baixo para ver preços e características : 

 

25
Jul16

o que há em comum nestas cozinhas de sonho? SMEG!

Ana Gomes

inspirasmeg.jpg

 

inspirasmeg2.jpg

 

inspirasmeg3.jpg

 

inspirasmeg4.jpg

 

inspirasmeg5.jpg

 

Nenhuma destas é a minha cozinha. São tudo imagens que tenho marcadas como inspiração no pinterest. São seleccionadas dentro da ideia racional de uma cozinha num apartamento. Em comum têm algumas coisas: são brancas, muito luminosas e.. têm um frigorifico de sonho.

 

Para mim SMEG é sinónimo disso mesmo : sonho. Acho o design incrível... confesso que não conheço nenhuma peça de que não goste. E acho que é uma peça que para além da sua função prática acaba por fazer um espaço ( a nível de decoração ). 

 

Se o frigorifico é, para já, uma peça que não irei comprar... o mesmo não posso dizer de outros electrodomésticos mais "maneirinhos"! Deixo-vos com uma selecção catita de algumas das peças a que acho difícil resistir. E sim... escrevi peças... porque isto são mesmo obras de arte :)

 

Basta clicar nas imagens para irem directos ao site da Worten onde já podemos encontrar a marca :) <3 

 

 

01
Mai15

Necessidades do primeiro mundo : micro-ondas FLAMA.

Ana Gomes

 

dinner.jpg

 

 

Sabem quando nos magoamos numa parte do corpo e do nada parece que tudo converge para ali? 

Ou quando a luz falha por uns momentos e compreendemos como estamos dependentes da energia? São aquelas leis da vida que nos provam que só valorizamos quando deixamos de ter. É um facto inegável.

 

Valorizamos mais quando deixamos de ter.

 

Se está certo? Bom... em teoria deveriamos sempre valorizar, de acordo? Mas se vos disser que este post é sobre um micro-ondas provavelmente até se vão rir! 

 

ADORO aqueles saquinhos de pano com cereais e ervinhas dentro que, depois de aquecidos no micro-ondas, se colocam dentro dos lençóis e nos dão um calorzinho divinal. Isso acalma-me e dá-me uma sensação deliciosa de conforto. Acontece que este Inverno deixei queimar enquanto aquecia... não faço ideia como aconteceu - talvez tenha deixado tempo de mais... tirando o saco ter ficado preto não se registaram mais incidentes : achava eu! É que o microondas ficou com um cheiro insuportável e eu tentei TUDO para retirar aquele odor. Fui a fóruns, experimentei produtos xpto, tentei mezinhas caseiras, pedi ajuda no facebook enfim... tudo. 

 

Resultado : micro-ondas na reciclagem. Mas.. e o "transtorno" que foi ? É que percebi que 50% das coisas que faço na cozinha implicam o sacana do electrodoméstico. Até os legumes a vapor faço no micro-ondas quando não tenho de cozinhar nada que faça "fumo".  Eu ainda ponderei "viver sem" mas cada refeição que passava me provava que dá muito mais jeito "viver com"... 

 

Na lufa-lufa dos espaços comerciais a quantidade de marcas disponíveis é tanto que se pode tornar confuso escolher... e por isso fui pela confiança. O ultimo electrodoméstico que entrou aqui em casa foi a COOKII da Flama e escolhi um modelo todo preto e com grill para ajudar aqui em casa ( igual ao da foto e que podem ver no link ).  

Captura de ecrã 2015-04-30, às 17.54.02.png

 

Agora que os dias aqueceram não estou preocupada! Mas será que há por aí truques para aquecer os queridos saquinhos?! 

 

 

17
Dez14

Flores para cozinhar? Sim! Mas não são comestíveis.

Ana Gomes

Faz muito muito muito mas mesmo muito tempo que não recebo ou compro flores. 

 

A semana passada, no entanto, chegou-me uma flor muito especial pelo correio. 

 

Captura de ecrã 2014-12-17, às 00.49.34.png

 

 

Começo por vos dizer que é um excelente presente de Natal para quem ADORA estas novidades ou pura e simplesmente gosta de cozinhar :) Porque sim... estou a falar de uma flor que não é bem daquelas para por nos vasos mas sim para servir de tampa de tachos e panelas. 

E tem várias funções. 

Captura de ecrã 2014-12-17, às 00.46.53.png

 

 

Já a experimentei e correu lindamente : enquanto cozinhava o millet ( que são cerca de 30 minutos ) cozi abóbora e bróculos ao vapor. PLIM! 

 

Nada melhor do que o video da marca : 

The Kochblume Tutorial from KOCHBLUME on Vimeo.

 

Aparentemente lá fora isto é um mundo.. para já por cá ainda existem muito poucos pontos de venda ( parece que 2015 trará surpresas ) mas podem ver todas as informações e encomendar no site da marca. 

 

E eu bato sempre palmas de contentamento quando há portugueses que se inspiram nas marcas e as trazem para cá ;) 

PUB

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Playlist Spotify

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D