Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Melhor Amiga da Barbie

28
Jul16

Cadernos de Viagem By American Tourister. Viagem a Oriente - 4

Ana Gomes

image.jpeg

Tenho de começar este texto a explicar que poderia fazer um rating dos hoteis com pior internet : basicamente todos em que fiquei depois de Ubud. Ver redes sociais, abrir e-mails ou actualizar o blog tem sido um verdadeiro desafio! Mas bom… dos poucos que tenho enfrentados nos últimos dias. Mas vamos ao mais importante : as coisas não virtuais que por aqui acontecem.

IMG_0642.JPG

No último “caderno” estava no Uluwatu e foi lá que fiquei até Segunda-Feira. É muito provável que esta zona de Bali faça parte do vosso imaginário caso tenham visto (ou lido) Comer, Orar e Amar. Queria muito ir para esta zona porque já sabia que as praias eram de areia branca… ( lamento.. mas as praias de areia escura ainda não estão no topo das minhas preferências ) só que há um detalhe… a “areia branca” é na realidade coral : doloroso para os pés!

Podem já guardar esta dica : para maior conforto vale a pena trazer na mala de viagem uma daquelas sandálias de borracha que usávamos em pequenos para o peixe-aranha!

Foi engraçado perceber que cada uma das praias tinha uma nacionalidade predominante : em Bingin vimos bastantes brasileiros, em Dreamland imensos chineses, que se divertem todo o dia a tirar fotos na rebentação das ondas COMPLETAMENTE vestidos e a gritar num misto de medo e divertimento*, em Padang Padang e no Uluwatu muitos australianos e em Balangan espanhóis! Todas estas praias estão na mesma linha de praias e são todas completamente diferentes : valem a pena a visita! O acesso mais complicado é à praia de Bingin - é obrigatório descer uma escadaria super irregular e caso regressem depois do por-do-sol não há luz no caminho - mas é onde se fazem refeições maravilhosas com o pé na areia. Perfeito para comer peixinho grelhado! Mas não se preocupem : também há um bar vegetariano e vegan com produtos orgânicos que funciona até tarde.

Mais uma vez comemos maravilhosamente bem nesta zona de Bali. Tanto em restaurantes menos baratos ( para os preços deles.. mas ainda assim aceitáveis para nós ) como em casas típicas. Boas alternativas, imensa comida vegetariana e não processada. É nesta zona que está um dos mais famosos bares para ver o pôr-do-sol - Single Fin - com uma festa semanal : ao domingo. Também visitámos o templo do Uluwatu onde há uma pequena floresta com imensos macacos!

IMG_0654.JPGIMG_0671.JPG

 

IMG_0693.JPG

 

IMG_0700.JPG

 

IMG_0739.JPG

 

IMG_0756.JPG

 

IMG_0787.JPG

 

IMG_0823.JPG

 

 

Com o aproximar do final da semana começámos a sentir a pressão de ter de escolher o próximo destino. Mas as previsões de chuva fizeram-nos recuar na decisão de ir às Gilli. Queríamos ir às ilhas próximas claro… mas não valia a pena um investimento monetário acrescido para apanhar mau tempo. Decidimos ir até Nusa Lembongan e começámos a pesquisar qual a melhor forma de chegar. Como já sabíamos que iríamos passar a última semana em Kuta ( a cidade que fica perto do aeroporto e tem praia ) decidimos que não faria muito sentido deixar a bagagem no Uluwatu, ir até Nusa Lembongan, regressar para apanhar a bagagem e seguir para Kuta ( se olharem para o mapa forma um triângulo ). Assim decidimos que o mais sensato seria passar uma noite em Sanur ( onde se apanham os barcos ) deixar as malas na recepção do hotel e partir apenas com a mochila da American Tourister para Nusa Lembongan.

De facto foi o melhor que fizemos! Sanur não tem nenhuma atracção em particular ( para além de ser o porto de partida dos barcos para as Gilli e para Nusa Lembongan ), fizemos um bocadinho de praia, comprámos os bilhetes de barco e no final do dia fomos para a rua mais movimentada onde jantámos um restaurante mexicano giríssimo “ La Cocina “.

No dia seguinte embarcámos às 9h da manhã. Existem várias opções de barcos : Public Boat, Fast Boat e Public Fast Boat. Escolhemos a última opção: o trajecto seria apenas meia hora ( contra uma hora e meia do Public Boat ) e com um preço mais aceitável do que os Fast Boats “privados” .

A viagem é só por si uma aventura : embarcamos com a água pelos joelhos e mais parece que entramos numa atracção da DisneyLand… com uma pequena nuance : aqui não estamos num parque temático… estamos mesmo no meio do mar. Os saltos que o barco dá, os saltos que nós damos nos bancos do barco, os gritos que se ouvem o caminho todo, o nervoso miudinho que vai crescendo dentro de quem tenta ser super sereno ( eu… ). Bom! A viagem de regresso parecia um cenário dantesco com mais de metade dos passageiros a vomitar!

Se vale a pena? Sim! A ilha é mesmo especial. Aqui encontramos das águas mais transparentes ( acho que só as Gilli é que conseguem ser ainda mais bonitas ), uma floresta incrível ManGrove Forest que é atravessada em canoas já que está dentro do mar e uma série de espaços dedicados ao yoga e à recuperação activa da ilha ( a poluição por estes lados é demasiado notória ). É também nesta ilha que os amantes de mergulho podem perder a cabeça! O que fizemos aqui? O passeio de barco na floresta, várias viagens de mota à volta da ilha, descobrimos miradouros naturais maravilhosos e fomos duas vezes ao cinema! Sim… duas vezes! Encontrámos mais um daqueles lugares especiais ( como em Ubud ) mas desta vez ao ar livre : a entrada no cinema é gratuita se fizermos por lá as refeições. Foram serões mesmo confortáveis e divertidos.

 

IMG_0840.JPG

 

IMG_0855.JPG

 

IMG_0857.JPG

 

IMG_0867.JPG

 

IMG_0875.JPG

 

IMG_0876.JPG

 

IMG_0891.JPG

 

IMG_0897.JPG

 

 

Hoje deixámos a ilha ( na tal viagem que já descrevi! ), fomos apanhar o resto da bagagem ao hotel e arrancámos para Kuta. É aqui que estamos. Já tínhamos estado aqui durante o dia mas confesso que não me tinha apercebido da quantidade de vida que há aqui! Ao contrário de todos os lugares onde estivemos não parece que haja uma única estrada sem luz… ou sem uma loja. Tenho o resto da semana para perceber isso ;)

Para já.. fazia-me falta mais uma mala! A quantidade de coisas que comprava aqui… minha nossa!! Em Portugal já é possível comprar as malas da American Tourister online aqui

 

*aposto que há vídeos disto no youtube.

 

*Estes cadernos de viagem são escritos com o apoio da American Tourister.

 

Podem saber mais sobre a marca nas seguintes plataformas : 

Facebook;

Instagram;

Loja Online;

Ou nos hashtags : #AmericanTourister #MyAtStyle 

 

 

PS - A Internet que tenho não me está a deixar fazer upload de mais fotos... prometo que amanhã procuro outro lugar para conseguir fazer upload de todas as fotos!  

2 comentários

Comentar post

PUB

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Playlist Spotify

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D