Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Melhor Amiga da Barbie

10
Out16

Em Off mas a precisar de ficar ON.

Ana Gomes

DSCF8695.JPG

 

Tenho andado completamente KO.

 

Espero que tudo volte rapidamente à "normalidade", mas a verdade é que nos últimos tempos a minha vida teve uma pequena reviravolta e ando "off".

 

Meia adoentada, sem conseguir sequer pegar no computador, tenho tentado ler ou manter a cabeça ocupada mas nem sempre é fácil. Este sábado a propósito do aniversário da Super Cool Catarina voltei ao Brunch do Nicolau.

Já lá tinha ido almoçar com a minha Mafalda e ADORÁMOS. E sim... foi ela que tirou estas fotos. 

Obrigada pela paciência Maf! <3 DSCF8794.JPG

DSCF8805.JPG

 

DSCF8816.JPG

DSCF8828.JPG

 

 

O look tem uma peça super especial. Estes calções da Olivia Jeans   feitos com amor em Lisboa, que combinei com esta camisa "superstar" da Primark, uma carteira velhinha mas que ADORO da Parfois e uns óculos de sol da Pump It. Para calçar escolhi umas cowboys boots da DKODE. Os acessórios - anéis - são da Carina Rodrigues e da JetLag

 

É impressão minha ou a época dos calções sem meias vai ter de acabar? 

13
Set16

Ler.

Ana Gomes

image.jpeg

 

O que vou escrever a seguir é quase criminoso. Mas tenho a certeza que todas as pessoas que trabalham com redes sociais ou sem um horário de trabalho definido compreenderão : ler um livro ( em papel, não no formato digital ) tornou-se um prazer difícil de gerir. 

É demasiado doloroso ter de escrever que, na realidade, o acto de nos entregarmos a um livro é quase escandaloso quando há : e-mails em atraso, instagrams para actualizar, mensagens de facebook, outros artigos para ler, fotografias para editar, e por aí fora... Ler um livro - partindo do principio que as ferramentas digitais ficam em pausa - é um luxo. 

Um luxo nem sempre possível. 

 

A minha viagem - pelos vários momentos em que o acesso à internet era inexistente - permitiu-me voltar a esse tempo. Ao tempo em que ler é um prazer possível, em que procuramos a posição mais confortável para ler um livro, em que tentamos decidir se dobramos a página, sublinhamos o texto ou guardamos só aquela referência para nós. 

 

Há momento da minha vida em que acho que vivo demais o que se passa à minha volta e de menos aquilo que me poderia fazer crescer. Estudei Teatro : e a base do meu curso foram os grandes clássicos da literatura. Vi e revi a vida em páginas imensas. Descobri o fundo das pessoas, de que são feitas as personalidade e como o que é certo e justo nem sempre é o que devemos esperar. Não sei quando é que era uma pessoa mais realista : se quando lia se quando vivia a realidade. 

 

Cada vez mais acho que os valores básicos são postos de parte. Não interessa crescer em conjunto, lutar por uma estabilidade emocional ou por uma relação (amorosa, de amizade ou de trabalho ) : vivemos do ego, numa sociedade que nos ensina que só nós importamos. Os livros também nos ajudam a crescer em comunidade : em última análise estamos a viver a história de outra pessoa, saímos do nosso mundo para embarcar noutro! E a verdade é que isto tanto se aplica a romances ficcionados como a livros mais "práticos". 

Somos "forçados" a sair de nós, enquanto temos tempo de qualidade sozinhos. 

 

Tenho procurado regressar a uma certa rotina de leitura. Rapidamente percebi que são mais as vezes que adormeço a ver o feed do Instagram do que perdida numa história inspiradora. Mas ... não desisto! 

No fim-de-semana passado li um livro inteirinho! Uma tarde de sonho e um livro que comprei na Tailândia : Bossy Pants da Tina Fey. 

Agora quero "resolver" uns tantos. Ah... e não voltarei a emprestar livros. Adorava esse momento de partilha... até perceber que NUNCA me devolvem os livros. Mesmo quando eu acho que mais cedo ou mais tarde o vão fazer : passam-se anos! Empresto e dou referências, aconselho e partilho ideias. Partilhar livros? Nunca mais. 

Em contra-partida sou cuidadosa ( por isso Mafalda... empresta-me lá o livro da Man Repeller!!!) .

 

Livros para acabar de ler : 

 

COVER1-636x962.jpg

 Lidos agora : 

9780316056878.jpg9789724617176p.jpg

 

Adoro estes livros de mulheres. Ajudam-nos a olhar para vida com sentido de humor e uma leveza necessárias. Ensinam-nos a não nos levarmos tão a sério! Para além destes li o "Not That Kind Of Girl", o "Yes Please" da Amy Poehler ficou a meio ( porque não sei dele!!! ) e há outro de referência para mim que se chama "Amor, Curiosidade, Prozac e Duvidas" - dentro deste género há algum que recomendem? 

 

image.jpeg

 

image.jpeg

 

image.jpeg

 As fotos são da minha doce Mafalda, enquanto estava no sofá dela a ler o livro da Man Repeller que continuo a insistir que me empreste. 

10
Set16

As melhores panquecas - e as preguiças boas de Sábado.

Ana Gomes

cookingbw.jpg

 

 

 

As melhores panquecas do mundo fazem-se com tempo. 

 

Com o Spotify a tocar na coluna aqui de casa, com os pés descalços, a dançar enquanto se esperam que fiquem no ponto. 

A casa cheira a óleo de coco, a canela quente, as janelas estão todas abertas. 

Faz-se uma bagunça com a massa no balcão da cozinha, as formas são irregulares e cada vez menos perfeitas, são boas. Provam-se ainda quentes, a ferver. 

 

São as manhãs preguiçosas sem pressas. 

 

Os restantes ingredientes das panquecas são simples e saudáveis :

(serve 1 pessoa) 

 

1 Banana 

2 Colheres de Sopa de Aveia

1 Ovo

Canela a Gosto

 

Triturar tudo com a varinha mágica e dispor quantidades pequeninas de massa na frigideira pré-aquecida e untada com óleo de coco. O truque para a perfeição é este : lume brando e paciência. 

 

Servir com uma ou mais destas sugestões:  Iogurte, fruta fresca, lascas de coco tostadas com uma pitada de sal e açúcar, geleia de arroz, manteiga de amendoim ou compota de frutos. 

 

Bom Apetite - e um óptimo fim-de-semana! 

29
Ago16

Depois da Praia :

Ana Gomes

Uma das melhores sensações continua a ser chegar a casa e tomar um duche depois da praia.

 

Convenhamos... passar o dia na praia é MARAVILHOSO. E hoje, sem planear, passei umas horas deitada na areia com a minha macro amiga do Porto. A Di! Que saudades... podem ler as coisas maravilhosas que partilha connosco aqui. 

Mas aquela maravilha de duche, a água doce a limpar a pele que o sal e o sol secam, de passar o creme no corpo, de borrifar a água de colónia. 

 

Antes disso organizar as coisas para o lanche - ou para o jantar - e escolher o conforto do sofá para ler um livro, ouvir uma musica e relaxar. 

 

 

peachsmoothie.jpg

 

(créditos na foto retirada do pinterest)

 

A receita do lanche de hoje (serve uma pessoa) :  

 

150 ml de bebida de soja de Manga

1 nectarina congelada

1 colher de chá de sementes de chia e linhaça

 

Misturar tudo na blender e saborear bem fresquinho :) 

 

 

22
Jun16

Das mudanças.

Ana Gomes

velhoscaminhos.jpg

 Não concordo em absoluto com este pensamento. 

Compreendo a intenção que vem da mudança. O pressuposto de construir um rumo com um objectivo diferente. 

Ainda assim entendo que muitas vezes são caminhos construídos com solidez e com segurança que nos podem dar a possibilidade de abrir novas portas. 

 

Hoje, enquanto vos escrevo, compreendi que a minha vida vai levar assim um abanão. Daqueles que, espero, não façam cair! Entendo isto como um abanão que me dará mais estrutura para me saber aguentar. 

Estou num misto de sentimentos, emoções e passo por vários estados de espírito durante o dia. Mas curiosamente a ansiedade não tem sido uma atrapalhação. Estou a tentar deixar tudo minimamente estruturado para esta mudança e por isso... ando com menos "actividade" nas redes sociais. 

Mas é precisamente o blog que quero deixar encaminhado e por isso mesmo... sinto que tenho de pedir desde já desculpas pela intermitência dos posts. 

02
Jun16

Puranusa by A Melhor Amiga da Barbie.

Ana Gomes

image.jpeg

 

image.jpeg

 

(fotos detalhe : Andreia Calisto - Glimmer Le Blonde ) <3  

image.jpeg

 

image.jpeg

 

( Fotos da minha super doce Mafalda - Never Stop Dreaming )

 

Tinha esta noticia aqui guardada e queria imenso partilhar a novidade convosco :) Mas para isso era preciso ter o "artigo" pronto e só ontem pude de facto interagir com o produto final :) A Puranusa lançou o desafio : criar uma peça... E a Minha cabeça começou a fervilhar! Que peça seria? Então pensei nos amuletos e em como adoro os colares antigos e sugeri uma reinvenção de uma ferradura! O Pedro foi incansável e ajudou-me a encontrar a imagem perfeita. No dia em que recebi o vídeo do artesão a trabalhar a peça fiquei comovida! E agora aqui esta ela! Vende-se na Puranusa ( através da Facebook ) ou nas ourivesarias Atlantis. ❤️

18
Mai16

Permitir.

Ana Gomes

image.jpeg

 

A ideia era ter escrito um bocado. Eventualmente produzir alguns conteudos e trabalhar. Mas estes ultimos dois dias acabaram por trazer experiências inesperadas. Primeiro uma leve abordagem ao conceito de Mindfulness numa actividade promovida pela Activia... Depois uma aula de yoga em perfeita comunhão com a natureza na Hotel Vale Do Gaio integrada numa acção da Mo. A ideia de desligar fez-me ter uma consciencia mais complexa da forma como ando a gerir a minha vida e as minhas emoçōes. Uma urgência intranquila que me impede de experienciar o momento presente. Acho que me permito ser tão elástica na forma como giro as coisas que nem sempre entendo os meus limites e me consigo definir naquilo que me permito sentir. Ja de regresso a Lisboa... E a precisar de continuar a absorver estas aprendizagens.

27
Abr16

Este fim-de-semana ensaiámos o Verão.

Ana Gomes

Captura de ecrã 2016-04-27, às 08.14.52.png

 

 Este fim-de-semana ensaiámos o Verão. 

Depois de uma semana de tempo incerto e alguma chuva a ansiedade por uns dias de sol era gigante. E o tempo lá se compôs. 

De tal forma que os bikinis saíram da cómoda, as meias ficaram de parte e voltaram os calções de ganga! Para descomplicar a mala de viagem ( fui para casa dos meus pais ) enfiei as butterfly twist e lá andei entre chinelos e sabrinas. 

A mesa pôs-se no jardim, a rede esticou-se e enchi-me de revistas e protector solar! 

 

E um guilty pleasure? Moranguinhos numa taça e chá frio. 

 

Querem aprender tudo sobre morangos? É clicar na imagem em baixo e deixar a inspiração das receitas fazer efeito : 

05
Abr16

Quando a vida é infinitamente mais fácil.

Ana Gomes

Captura de ecrã 2016-04-5, às 11.31.58.png

 

A vida é infinitamente mais fácil quando estamos seguros. 

Quando vivemos uma história de amor correspondida, quando as barreiras se quebram, quando sabemos que os nosso estão bem. Relativizar é infinitamente mais fácil. 

É óbvio que nos traz o triplo dos cuidados : querer bem, viver bem, projectar e alimentar uma segurança que - no fim do dia - é sempre gerida por humanos cheios de particularidades e fraquezas. 

Mas o Amor sabe bem. E faz bem! E não temos de falar de um amor romântico. Podemos deixar as coisas no Amor Próprio ou Fraternal. 

 

Viver ao sabor da maré, deixar que a corrente nos leve. RELATIVIZAR. 

 

E no fim : decidir. 

 

Para mim a qualidade de vida continua a ser ter poder de decisão. Ter condições na vida que me permitem decidir sem grandes preocupações. Quero ficar, quero dormir mais um dia aqui, quero dar mergulhos nem que durem 1 minuto. 

 

E poder comprar 2 kilos de maracujás e sujar a t-shirt. Mesmo que seja a ultima lavada que tinha na mala. 

 

 

 

 

10
Mar16

Quando estamos a olhar.

Ana Gomes

cafebop.jpg

Tenho sempre alguma dificuldade em "publicar" quando assunto sobre que escrevo é um "cliché" , um dado adquirido ou uma quase auto-massagem.

 

Eu explico : Dizer que devemos sempre ajudar o próximo é o óbvio. Deveria ser a excepção e não a regra. 

Ultimamente tenho contado com a boa vontade de muitas pessoas. Valorizo imenso isso.

 

E fui educada assim : a valorizar. E também assim : a ajudar. 

 

Hoje ia a andar carregada com as compras e cruzei-me com uma "super mulher". Compras na mão, carteira pesada, andar apressado, telefone no ouvido : as compras dela caíram no chão. O almoço para ser mais concreta. 

Pousei o meu saco e tentei ajudá-la a apanhar as coisas. Compreendi o embaraço. A chatice. Aquela nossa vontade de fazer tudo num equilíbrio desgastante e do nada :pufff. 

 

Segui o meu caminho. Com um sorriso trocado e uma pressa comum. 

 

Horas depois recebi uma mensagem de facebook da pessoa que ajudei. A agradecer-me pela minha ajuda. Reconheceu-me ( não poderia adivinhar ).

 

Não sei o que me soube melhor : se ajudá-la a desembaraçar-se... se receber a mensagem que me mandou a seguir. 

 

Eu não fiz mais do que a minha obrigação em ajudá-la. Não fiz nada de extraordinário. 

O meu gesto deu-lhe confiança e resolveu o embaraço. 

 

A mensagem dela fez-me sentir que isto vale muito a pena. 

 

Sabem... quando estamos a olhar nunca sabemos quem nos está a ver. 

 

PUB

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Playlist Spotify

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D