Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Melhor Amiga da Barbie

31
Dez13

How he met his lover.

Ana Gomes



Estou na Season 9 - a última também - já me ri como era suposto. 

E já chorei como não era. 


Caraças! 


Chegou finalmente o momento da série em que o Ted revela a mulher com quem acabou por casar e é consequentemente a mãe dos miúdos a quem a história vem sendo contada desde o principio.


Não há aqui nenhum tipo de spoiler, primeiro a série ainda não acabou e pode haver um twist - duvido bastante, mas a verdade é que sabemos desde o primeiro episódio da série que caminhamos para a revelação da mulher mistério. Depois de anos de aventuras, de romances, de emoções, de relações que tinham tudo para dar certo, de ver os amigos a construir família... Fomos observando as angustias do Ted, fomos tentando perceber porque é que as relações iam terminando ( sendo que mal começavam já nós sabíamos que aquela não seria " a tal " ) e mesmo quando ele baixou os braços e decidiu aceitar que talvez o caminho fosse mesmo ficar sozinho... dei por mim a encolher os ombros e a dizer... " deixa lá que ela vai aparecer ". 


Agora que já sabemos quem ela é... só me falta chegar ao episódio em que finalmente se conhecem. 


Quantas vezes não me revi - e aposto que alguns de vocês que acompanham a série se reveram também - no Ted. Acho que é uma personagem empática, não é muito carismática ( o Barney rouba toda a possibilidade de carisma ), nem demasiado doce ( o Marshall leva todos os créditos de trapalhão querido ), mas enquanto estes dois têm a vida resolvida... Ele vai-se esforçando por encaixar e por ir percebendo como fintar os momentos menos agradáveis. 

E convenhamos que ver a pessoa que mais nos disse, e por quem ainda julgamos sentir alguma coisa, casar com o nosso melhor amigo... deve ser dose! 

Numa comédia que vive de hipérboles esta postura real acaba por ser engraçada de decalcar. 


Este meu ano podia ser " How I Met The Best Tv Series ". 




30
Dez13

Resultados Passatempo Saldanha Residence

Ana Gomes

 

 

 

 

 

 

 

Já chegámos aos 5 vencedores do Passatempo Saldanha Residence! 

 

 

1° António Francisco da Silva Reis - 1º Prémio – Uma scooter Honda PCX125
2° Helena Isabel Antunes Frutouso - 2º Prémio – Um iPhone 5S dourado
3° Francisco Antunes - 3º Prémio – Um iPad Air branco
4° José Eduardo Gomes Luis - 4º Prémio – Um aspirador Power Silent Bosch
5° Ana Martinho - 5º Prémio – Uma câmara Sony QX10



Os prémios podem ser levantados nas Galerias Saldanha Residence a partir do dia 6 de Janeiro. Para mais informações contactar as Galerias através do número 213 510 100.

 

 

Muitos parabéns!!!! :)) Confesso que adoraria ter eu mesma ganho qualquer um dos prémios e espero que estejam verdadeiramente satisfeitos com as maravilhas que irão levar para casa! 

 

 

 

As regras foram alteradas pela organização e foram anunciadas hoje na página de facebook : 

 

"De forma a não prejudicar nenhum dos participantes e de acordo com o poder de alteração do passatempo previsto no respetivo regulamento, a Organização do passatempo, devido a suspeita de irregularidades no decorrer do mesmo, mais concretamente das votações das frases na página de Facebook, decidiu passar as 20 frases à próxima fase. Ou seja, as 20 frases serão avaliadas pela Blogger Ana Gomes, em vez das 10 inicialmente previstas, e ela escolherá as 5 grandes vencedoras. Obrigado."

 

Eu fui notificada precisamente ao mesmo tempo que todos os participantes e acho interessante que tenham tido a seguinte postura : 

1- Não desclassificaram nenhum dos participantes;

2 - Não identificaram nenhum dos participantes, nem me notificaram dos que poderiam estar a cometer algum tipo de irregularidade.

 

Nesse sentido a minha escolha foi completamente livre de qualquer julgamento e como sempre foi anunciado, as frases foram seleccionadas e avaliadas pelo juri do Saldanha Residence ( e aqui fica o ponto referente aos critérios que consta do regulamento ) e a minha selecção foi feita a partir dessas mesmas pré-seleccionadas. 

 

"7. Critérios de seleção e avaliação

 

 

1. Cada pessoa singular poderá participar de uma forma ilimitada tendo sempre por base os 15€ de mínimo para participação;

2. De entre as frases recebidas entre as 10:00h do dia 1 de Dezembro de 2013 e as 22h00 do dia 20 de Dezembro de 2013, serão selecionadas 20 (vinte) frases. Os critérios de avaliação serão os seguintes:

- Criatividade
- Originalidade
- Adequação ao tema proposto

3. No dia 23 de Dezembro de 2013 e até ao dia 30 de Dezembro de 2013, as 20 (vinte) frases escolhidas pelo júri, irão estar expostas na página de Facebook do Saldanha Residence, para irem a votos (gostos) pelo público.

4. No dia 30 de Dezembro de 2013, pelas 23.00h, as 10 (dez) frases com mais gostos, irão ser avaliadas pela blogger Ana Gomes do Blog “A melhor amiga da Barbie”, e ela decidirá quem serão os vencedores dos 5 (cinco) prémios, do primeiro ao quinto lugar. " 

 

 

30
Dez13

Recomeçar no Fim É Difícil.

Ana Gomes

 

 

Isto não tem qualquer relação com o final do ano no sentido de "transição". Mas este limite entre o 13 e o 14 irão determinar o rumo da minha vida. 

 

Tomei há uns meses a complicada decisão de me despedir. 

 

Porque é que foi complicado? 

Não há ordem de importância.

Custa abdicar de um rendimento fixo mensal. 

Custa sair de um lugar onde tinha os mínimos garantidos e a certeza de que no final de cada mês tudo estava direitinho. 

Custa sair de uma empresa onde trabalhei 6 anos, onde cresci, onde fui parar fresquinha depois da faculdade, onde aprendi de facto a trabalhar, onde - de certa forma - renasci enquanto pessoas. 

 

Em 6 anos acontece um mundo de coisas. Fui muito feliz. Muito mesmo. E senti-me miserável vezes demais. Chorei. Na secretária, fechada na casa de banho, nos corredores, no metro para casa. Ri-me às gargalhadas nos mesmos sítios. Senti-me angustiada por coisas de trabalho e foi também ali que sobrevivi aos maiores desgostos que tive de sentir e que em nada estavam relacionados com aquele mundo. 

A quantidade de pessoas que conheci foi IMENSA e felizmente as principais ainda hoje trago comigo. Vi colegas e amigos irem embora. Vi outros casar, ter filhos, mudar de casa, perder pessoas importantes, doenças complicadas, divórcios. 

 

Tive o privilégio de conhecer artistas maravilhosos, participar activamente na produção de dezenas de espectáculos. 

Cheguei a um patamar de independência tão simpático que pude viajar sem fazer contas à vida, de tirar vários cursos,formações e uma pós-graduação, que só foram possíveis pelo espirito de equipa na qual estava inserida. 

O meu trabalho não era mau. O meu trabalho era importante. Muito importante. 

 

E porque é que com tudo isto me decidi despedir? 

Porque me vi a fazer outras coisas pelas quais era completamente apaixonada e que não eram compativeis com o meu emprego. Não é preguiça, eu gosto genuinamente de trabalhar. É ir atrás de um sonho - que nem eu sei bem qual é. 

O meu emprego era confortável. Era uma porta muito grande que estava aberta. Mas usando as metáforas comuns... fui espreitando por outras janelas e percebi que se estavam a fechar. 

Não estou desempregada. Estou por opção a trabalhar por contra própria. "Freelancer" como se diz. 

Mantenho os outros trabalhos que tinha, as colaborações que já tinha desenvolvido - e que me dão um prazer GIGANTE. Que me fazem sentir realizada profissionalmente. 

 

Tenho de ter um plano. Mas ainda não tenho. 

Quase todos os dias ouço a pergunta legitima " E agora? O que vais fazer? Já sabes?"

 

Não sei. 

 

Não parei desde que "parei". Mas confesso que tanto quanto posso perceber só em 2014 é que as coisas vão acontecer. Desde dia 16 que parece que está tudo de molho e que muito pouco acontece. Esta época de "festas" faz ficar tudo a meio gás. Não tem problema. 

Ainda não estou a desesperar. Longe disso. 

Estou mais tranquila do que nunca. 

Tenho saudades - muitas - dos meus colegas. Com que partilhei tanto da minha vida. Mas isto é saudável. 

 

Sinto-me - aliás - mais saudável do que nunca.

 

Não é uma resolução de Ano Novo... é uma coincidência de tempos. O que lá vem tem de ser bom. O que lá vem tem de fazer tudo isto valer a pena.

 

 

 

 

30
Dez13

Skin.pt Promoções Para a Festa e Para Depois da Festa

Ana Gomes

Mais uma segunda-feira das boas para aproveitar! 

 

Tudo com 20% na Skin.pt

 

Maquilhagem   ( tudo para as festas ;) 

 

 

 

 

Para depois das Festas... 

 

 

 

 

Tisana Drenante Caudalie  ____ Novo BioActivo LipoExit Xtra  ____ TRIMGEL 3D ( Já sabem que os suplementos alimentares de pouco valem se não mudarmos a nossa alimentação e não fizermos exercício! ) 

 

 

 

 Boas Compras ;) 

 

 

 

 

30
Dez13

Camisolas de Malha

Ana Gomes

 

 

 

 

Adoro camisolas de malha. Apesar de considerar que ficam melhor a pessoas com peito mais pequeno e barriguinhas igualmente proporcionais... ou seja, que não são adequadas ao meu biótipo, não consigo deixar de gostar e inclusivamente usar muito. 

Gosto especialmente de as ver com saias ou calções, sendo que ficam perfeitas a servir de vestido.

 

(Todas da glüen ) 

 

 

 

29
Dez13

Eu escolhi sentir.

Ana Gomes

 

 

 

Tenho uma sensibilidade artística demasiado evidente. 

 

Isto não é uma virtude, nem sequer é uma espécie de auto valorização. Quando falo em sensibilidade não digo que sou uma virtuosa que reconhece ao primeiro contacto uma obra prima. 

 

Sou simplesmente uma pessoa que reage emocionalmente - que resultam em reacções físicas - a objectos artísticos. 

Choro quando ouço algumas pessoas cantar, quando vejo alguns espectáculos, com muitas das coisas que leio... Raramente é de tristeza. É mais uma reacção "ao belo" e isso é difícil de explicar. Arrepio-me quando vejo certas atitudes, acontecem pequenos tremores de terra dentro de mim quando sou confrontada com certos momentos. 

Quando uma voz mexe comigo... os olhos enchem-se de àgua. Não é sequer uma coisa que consiga controlar ou provocar. Acontece. 

 

Isto não é mau. É só complicado algumas vezes, porque chega a ser pouco confortável. Para mim e para os outros. 

 

Perder esta sensibilidade não seria difícil. Bastaria conhecer quem está por trás do que provoca essas emoções. Mas não quero, é das poucas coisas da vida a que me permito o encanto, apesar de saber que pertence a uma realidade que não é a do nosso mundo. 

 

Tenho o exemplo prático de uma quantidade simpática de prosa que me partiu o coração, que me atirou ao chão, me fez feridas nos olhos, me fez sair de mim e entrar naquela dor, ou permitir que aquela dor entrasse em mim e a vivesse como fosse a minha. E depois a verdade de ter conhecido quem estava por trás daqueles sentimentos, daquela manipulação sentimental - que é a arte - e compreender no fim que sendo ou não real a história ( o que importa se é ou não verdade? é uma história. ) conhecer a pessoa que escreveu aquilo, a que venerei à distância considerável que separa o leitor do escritor, foi também o momento que conheci e entendi que aquele Ser Vivo em nada correspondia ao ideal sensível que construi na minha cabeça. 

 

E foi aqui que no meu caminho apareceu a bifurcação : ou seguia a via do encanto e me continuaria a emocionar, ou compreendia que por trás de todas as manifestações artísticas está um ser humano que não corresponde ao que projectei/projectámos o que arruinaria qualquer hipótese de compaixão. 

 

E decidi. Decidi que é bem melhor chorar com as letras, arrepiar-me com os sons, rir com as sensações, lidar com as identificações. Nunca pensando que por trás disto tem de existir uma realidade, ou um emissor que encerre em si a verdade que me mostra. 

O que importa isso? 

 

Só importa o que eu quiser. Nisto posso ser irracional. 

 

A arte pela arte. E o artista enquanto artista. Nunca enquanto pessoa. 

 

Lamento... mas o artista enquanto pessoa destrói tantas demasiadas vezes o objecto. 

 

 

 

 

Pág. 1/15

PUB

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Playlist Spotify

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D