Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Melhor Amiga da Barbie

21
Nov17

Seat Arona x VHILS

Ana Gomes

Vhils SEAT Arona.jpg

 

Sexta-Feira passada tive o privilégio de visitar o atelier do VHILS. 

O motivo deste feliz "encontro" foi a apresentação do novo SEAT Arona, um SUV compacto que foi lançado este mês em Portugal. E o porquê de ser apresentado neste atelier é maravilhoso : é que o VHILS está a desenvolver uma obra de arte única ( e incrivelmente pesada, serão cerca de 2 toneladas ) cuja base é este novíssimo modelo. 

Adoro que grandes marcas se associem e patrocinem obras de arte, o trabalho do VHILS é incrivel e tenho a sorte de morar mesmo perto da Underdogs - uma galeria que tem a sua curadoria e de certa forma estou a viver no sitio onde a arte urbana pulsa. 

 

 

<

352C7E43-2813-4F66-94F6-1E5F606B5554.jpeg

 

8A321561-7636-457E-8125-B787CA3A32E0.jpeg

 

1F609946-EA64-4E3F-AA92-4CB31492A8F1.jpeg

 

9BEDA133-CD85-47A2-B6EC-27068B10D0C9.jpeg

 

C657AF40-551E-4555-90EE-B42F2555C55C.jpeg

 

p>“A arte pode estar em todo o lado: nas ruas, nas galerias, nas nossas casas, e em qualquer elemento no espaço urbano. Idealizar uma obra com base no conceito e design do SEAT Arona permitiu-me trazer uma nova dimensão à arte urbana, sem barreiras nem preconceitos. É mais um momento de experimentação pura, onde aplico técnicas precursoras”, explica VHILS. 

 

No atelier pudemos ver alguns "esboços" de moldes que foram feitos e experimentar o espirito #DoYourThing. E nós próprios trouxemos para casa o desafio de expressar o nosso espirito. 

 

“Esta parceria entre a SEAT e o VHILS enquadra-se numa filosofia partilhada: a da cultura urbana em movimento. O SEAT Arona é costumizável, reflecte a identidade própria de cada condutor, é ousado, foi desenhado para se destacar da multidão. São traços que podemos encontrar em cada uma das obras de VHILS, que quebram barreiras e que valorizam a autenticidade”, explica Teresa Lameiras, Directora de Marketing & Comunicação da SEAT Portugal. 

 

 

A peça será exposta no futuro MARCC – Museu de Arte Urbana e Contemporânea de Cascais, cuja abertura está prevista para Maio de 2018 e eu estou mesmoooo curiosa com o resultado final. O Teaser está neste vídeo: 

 

 

 

 

 

 

 

 

20
Nov17

Receita Saudável - Salada Quente de Lentilhas e Batata Doce com Ovo Escalfado.

Ana Gomes

73c26cc4c79b889d676a70be760b319e.jpg

 

 

 

 

Hoje voltamos às Segundas-Feiras com partilhas de receitas saudáveis! :) 

 

Adoro as receitas que a Dra. Iara Rodrigues partilha porque são sempre muito saborosas e já sabemos : nutricionalmente equilibradas. Hoje partilho uma adaptação de uma receita partilhada no site. :) 

 

Os dias arrefeceram bastante e por isso a sugestão de uma salada quente assenta que nem uma luva - pelo menos para mim! Como adoro lentilhas e batata doce este prato está no topo das minhas preferências, na receita original a proteína que integra a salada pode ser variável ( peru ou atum são algumas das sugestões ) mas prefiro colocar ovo. 

 

 
INGREDIENTES
 
Alface, 
Uma Chávena de Lentilhas Cozidas;
Uma Batata Doce cozida e pelada;
Espinafres em Folha Crus e/ou Rucula
2 Ovos Biológicos ( a minha preferência requer sobre ovos mal cozidos, podem optar por ovos escalfados );
 
Molho : 
 
2 colheres de sopa de azeite;
1 colher de sopa de sumo de limão;
1 colher de chá de mostarda biológica;
1 colher de chá de mel;
1 dente de alho picado
 
A preparação não tem muito que saber :) Os ingredientes da salada devem ser misturados. Se optarem pelo ovo bem cozido, podem fatia-lo e integrá-lo na mistura... caso optem pelo ovo escalfado devem colocar por cima da mistura já temperada. 
 
Para o molho também basta que se misturem todos os ingredientes vigorosamente num recipiente! Se gostarem de frutos secos podem colocar amêndoas ou avelãs torradas. 
 
E está pronto a comer. 
20
Nov17

Collants de Compressão? Sim ou Não?

Ana Gomes

2BEAAD10-5DDB-4655-95EB-63B31080D82D.jpeg

Até há bem pouco tempo olhava para as collants de compressão como uma coisa que existia mas que... não era para mim. Não era um preconceito - nada disso - mas a verdade é que achava que era para pessoas mais velhas ou que esteticamente não cumpriam. Até que... experimentei. Estava grávida da Vi e começaram a sugerir que experimentasse. Ainda por cima sempre sofri imenso com retenção de líquidos e pernas pesadas. Minhas amigas: eu nunca mais consegui pensar na vantagem de usar collants que não fossem os de compressão da Scholl. Esta técnica permite a circulação seja estimulada e dessa forma as pernas ficam mais leves. As que estou a usar são da Scholl e convenhamos... ninguém diz que são terapêuticas, pois não? Ninguém tem nada a ver com isso!! ahahah 

Até há bem pouco tempo não fazia sentido usar collants (tivemos calor até tão tarde!!!) mas há duas semanas que já fui organizar meias, calças e collants e pensei que nunca os usei sem estar grávida e que continuam a fazer todo o sentido! 

 

Acho que toda a gente valoriza o conforto e uma opção que nos ajude e ao mesmo tempo seja esteticamente fixe e isso nem sempre é fácil, certo? 

As Light Legs estão disponíveis em preto opaco e cor de pele e preto transparente. 

 

 

C7CF5167-D625-4776-B404-C6342F72266E.jpeg

 

17
Nov17

X-Mas @ Primark.

Ana Gomes

PRIMARK_XMAS_FW17_2.jpg

Não sei se por aí já começaram a preparar o Natal mas eu... já ando a pensar muito nisso! 

Para já ainda não decorações ( apesar de já ter feito algumas compras ) mas declaro aberto o espirio natalicio. Até porque este ano é cá em casa e há muitaaaaaas coisas para tratar! O ano passado ainda arriscámos tentar a moda das camisolas mas... o plano acabou por sair defraudado. As sugestões da Primark já são um clássico - acho que batem todos os pontos no que diz respeito às camisolas temáticas... - mas com o mega crescimento do segmento "HOME" as decorações e sugestões de elementos natalicios são mais que muitos. 

Tantos que nunca na vida caberiam num post :) Deixo-vos algumas ideias mas o melhor mesmo é ir espreitando a loja. 

PRIMARK_XMAS_FW17_1.jpg

 

 

 

 

 

 

 

2PK TUMBLER, €6 $7.jpg

30CM BALL BRUSH TREE €6 $7.jpg

Beauty and the beast Christmas Bauble.jpg

CANDY CANE XMAS TREE BOBBLE €2.00 $2.50.jpg

christmas scene bell jar decoration white,, €8 $

GINGERBREAD MAN €6 $7.jpg

large bow ornament red, €1.50.jpg

Christmas Jumper €12 $14.jpg

Christmas Jumper_pull €12 $14.jpg

Grey Christmas Jumper €18 $21.jpg

 

Let it snow €14 $16.jpg

Treat your Elf Jumper €18 $21.jpg

 

Kimball-3419601-DTR Mini Mouse LED Light, Grade MiChristmas Jumper €18 $21.jpg

Christmas Jumper_pull €12 $14.jpg

Comic Christmas Jumper €12 $14.jpg

Donald duck €17 $20.jpg

 

 

 

 

15
Nov17

Cuidados Domésticos - ou como o meu Cão escolheu o aspirador cá de casa.

Ana Gomes

Bom! Antes de o senhor Vulcão ter decidido ir dar "uma volta" tinha escrito um post que explicava o porquê da sua anterior ausência aqui de casa e as circustâncias do seu regresso. Hoje posso finalmente publicá-lo e explicar-vos como animais e crianças requerem cuidados redobrados... até nas lides domésticas! 

 

Pois é! 

Para encurtar a historia quando fui internada as 30 semanas de gravidez o Vulcão teve de ir para casa dos meus pais. Na altura chorei horrores, talvez as hormonas tenham tido culpa no cartório... mas só imaginava que ele pudesse estar a sofrer sem entender porque raio tinha ido para outra casa onde nós não estávamos. Quando tive alta mas recomendação de repouso absoluto foi o meu grande companheiro, que não largou a cabeceira da minha cama. Acabei por ficar em casa dos meus pais mais tempo do que o previsto inicialmente e ele entranhou o espírito de "homem do campo". Está um cão totalmente diferente, que prefere estar na rua a estar em casa, que adora brincar com as outras cadelas... que salta e faz gracinhas cheio de charme...

 

Eu já estava em Lisboa há dois meses... mas ele ainda não tinha voltado. Porquê? Para tentarmos organizar a casa nova, adaptarmo-nos às novas rotinas, para perceber como seriam as coisas com a Vi, o berçário, a nossa nova morada.... entretanto já com tudo nos eixos ele voltou connosco para Lisboa. 

 

Com todas estas reviravoltas continuo sem saber muito bem como se vai adaptar de novo à nossa vida, já que é certo que nós teremos de nos adaptar às suas necessidades mas... é preciso um meio termo. Em termos práticos estes cães - e o Vulcão não é excepção - babam-se bastante e perdem MUITOOOO pêlo. Em Lisboa não temos jardim e por isso está a viver connosco dentro de casa e com um bebé os cuidados devem ser redobrados. Na altura procurámos todas as melhores soluções e conjugando os dois factores optámos por comprar dois aspiradores ( um extremamente funcional de que vos falarei noutro post ) e este para as limpezas semanais que tem dois factores fulcrais para os novos inquilinos - é pensado para casas com animais de estimação e tem uma escova especial para os pelos dos patudos - e é mega silencioso : perfeito para não acordar a nossa pequerrucha e podermos aspirar em qualquer altura. Para além disso tem uma óptima eficiência energética ( sim... já que era para comprar tudo novo que pudéssemos então ter em conta o máximo de factores ). E foi então por isso que acabamos por optar pelo Silence Force Compact 4A Animal Care da Rowenta, vermelhinho... pois claro! Adivinham quem morre de susto do aspirador? Não... não sou eu. É mesmo o menino Vulcão. Começo a achar que é muito apegado aos pelos que vai deixando pela casa e odeio vê-los desaparecer. A cara dele é prova disso mesmo: 

60998B79-07EA-4DC1-973F-DAB920AE3BDC.jpeg

 

D0F99706-E6F3-40B4-AC42-6B7061FA8CDD.jpeg

 

 

 

 

E25D997B-EA27-4EEE-A081-7F810C252521.jpeg

 

14
Nov17

Porque é que comemos com culpa?!

Ana Gomes

 

amazing-beautiful-bff-boy-Favim.com-3275594.jpg

 

 

 

Hoje ao responder a uma espécie de entrevista ( na verdade para mim foi uma conversa super fixe ) sobre alimentação, dei por mim a pensar que uma das melhores decisões que tinha tomado foi deixar de comer com culpa.

 

Para uma percentagem - muito feliz, diga-se - esta ideia de comer e culpa na mesma frase não tem qualquer sentido. E... é isso que está certo. 

 

Durante anos, provavelmente quase toda a minha vida, comi com culpa. Comia alguma coisa e ficava a remoer, a pensar nisso, a pensar que não devia, que estava errado, que não era a opção certa. E comia as coisas "más" a prestações... sendo que depois - como qualquer pessoa que se comporta assim - ou não tinha nada dessas coisas em casa... ou não descansava enquanto não terminasse o "taparuwer". Resultado : no final a comida não me sabia bem, ficava com uma neura péssima e parecia que o meu corpo se ressentia. Creio que existe efectivamente um estudo que diz que o stress provocado por esse sentimento acaba por agravar os processos inflamatórios e interferir com o cortisol. 

 

Quando engravidei - e não sendo imune à toxoplasmose - tive de trocar uma série de refeições. Os meus sumos verdes passaram a ser sandes de queijo - algo impensável até então - e adivinhem? Não explodi, não fiquei com borbulhas, não caiu um muro.... tudo continuou na mesma. Como não tinha alternativa deixei de me sentir culpada... e não me sentia mal. Verdade é que engordei pouquíssimo na gravidez ( também nunca me deu para devorar caixas de gelados ou pipocas com batatas fritas ), mas foram muitas as vezes que troquei uma mega salada por um prato com massa a acompanhar as proteínas e... o mundo não desabou. 

 

Claro que tenho cuidado com a minha alimentação. Mas mudar o chip foi fundamental para que as coisas começassem a fluir. Sem dietas ou sem restrições de maior recuperei o peso que tinha antes da gravidez. E mesmo sabendo que são necessárias adaptações ou privações num regime de emagrecimento ( com o qual ainda não me comprometi ) também sei que naquele dia em que decidimos comer batatas fritas... mais vale que as possamos comer com prazer e sem culpas. 

PUB

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Playlist Spotify

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D